Candidatos a voluntários da Codesal são capacitados

A Defesa Civil de Salvador (Codesal) capacitou de 55 membros da Força Jovem Universal (FJU) para integrarem o contingente de voluntários da Codesal. A atividade de treinamento  incluiu módulos sobre defesa civil, primeiros socorros, percepção de risco, entre outros, sendo conduzida pela Subcoordenação de Ações Comunitárias e Educativas (Suced) do órgão.

O curso foi aberto dia 07/05 com a realização de uma dinâmica de grupo, seguida da palestra Defesa Civil Institucional, apresentada pela subcoordenadora da Suced, Kelly Morais, que detalhou o funcionamento do órgão. Todos os envolvidos participaram das discussões, o que deixou a apresentação mais dinâmica e participativa.

“A Codesal realiza inúmeras ações como o monitoramento de encostas e áreas alagáveis da cidade e desenvolve ações nas comunidades, buscando informar, conscientizar, instruir e mobilizar a população principalmente nas áreas de risco de desastres”, explicou Kelly Morais.

O Programa de Voluntariado da Defesa Civil foi instituído pelo Decreto nº 26.459, de 15 de setembro de 2015 onde estão estabelecidas as bases para reunir pessoas interessadas em colaborar com a Codesal.

“A Defesa Civil coordena ações de socorro e resposta com o objetivo de salvar vidas e evitar perdas materiais para as famílias. A colaboração de voluntários nestas atividades é de grande valia. Mas é necessário que haja treinamento e organização para que a demonstração de solidariedade possa ser produtiva e eficiente”, afirma o diretor geral da Codesal, Sosthenes Macêdo.

O curso incluiu ainda  palestra sobre relações interpessoais, ministrada pela psicóloga Larissa Lima. Serão apresentados temas como identidade, alteridade, empatia, preconceito e discriminação.

A Força Jovem Universal (FJU) possui membros em todo o Brasil que desenvolvem projetos que vão desde conscientização e prevenção às drogas, prática de atividades esportivas, cursos – inclusive em parcerias com universidades –, até atividades culturais e de lazer. Na área social, o FJU também apoia socorristas em situações de emergência e tragédias, com a entrega de água, lanches e outros materiais necessários.

Voluntário são certificados em Castelo Branco

A Defesa Civil de Salvador (Codesal) certificou, na tarde desta terça-feira (27/03), 93 voluntários das Ruas Moscou I e II, comunidades integrantes do bairro de Castelo Branco, pela conclusão do curso em ações preventivas para formação do Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (Nupdec). A cerimônia foi realizada na Escola Municipal de Castelo Branco.

Na semana de capacitação, os participantes aprenderam sobre defesa civil, primeiros socorros e percepção de risco. O trabalho de mobilização, para a instalação do Nupdec, visa dar maior protagonismo à comunidade, buscando ampliar a percepção dos fatores de riscos presentes nas áreas de encostas. As atividades foram conduzidas pela assistente social Nádia Rangel que iniciou o evento com a apresentação de um coral de crianças.

A subcoordenadora da Codesal, Kelly Morais, agradeceu o acolhimento dado pela escola à Defesa Civil e à colaboração das lideranças. “Vocês nós acolheram com um sorriso”. Ela acentuou que cabe à Defesa Civil conscientizar sobre a importância da prevenção na redução de acidentes.

A diretora da Escola Municipal Castelo Branco, Silvana Rosário, elogiou o esforço da Codesal em formar Nupdecs nas comunidades. “Este é um trabalho de grande relevância pois tudo é feito pela segurança da comunidade, pelo bem-comum. Estamos sempre à disposição para novos eventos como este”, afirmou.

O sub-prefeito de Cajazeiras, Alan Diniz, elogiou o empenho dos participantes afirmando que “saem ganhado com o que aprenderam em termos de proteção comunitária e percepção de risco”. Antes da entrega dos certificados, os novos voluntários assistiram ao vídeo que documenta o desenvolvimento das atividades do Nupdec na comunidade.

Moradora da rua Moscou II, Maria das Graças Oliveira da Silva, disse que além do que aprendeu durante a capacitação “o que mais admirei foi o estímulo ao espírito de colaboração e união entre as pessoas”.

Capacitação do PDCE reúne professores da rede municipal na Codesal

Professores da rede municipal de ensino participam de capacitação para o Projeto Defesa Civil na Escola 2018, que teve início dia 08/03, no auditório da Codesal. A atividade, voltada a formar multiplicadores, está estruturada na certeza de que não há prevenção sem informação sobre riscos e sem participação da sociedade.

“O PDCE visa informar e capacitar a comunidade escolar, por meio de ações educativas e participativas, para contribuir com a redução das ocorrências de desastres e suas consequências, prioridade da gestão do prefeito ACM Neto, melhorando a qualidade de vida da população”, explica o diretor geral da Codesal, Sosthenes Macêdo.

A palestra de abertura Defesa Civil Institucional, conduzida pela coordenadora de Ações de Prevenção e Redução de Risco, Gabriela Morais, apresentou uma síntese da trajetória das ações de defesa civil no Brasil e no mundo.

PREVENÇÃO

“Trabalhamos na Defesa Civil com prevenção e essa parceria que desenvolvemos com vocês é muito importante”, acentuou Gabriela Morais. Ela ressaltou a importância de trabalhar o tema com crianças, mais abertas a novas informações, quando comparado ao adulto cuja realidade de aprendizagem é diferente.

Desta forma, o principal propósito do PDCE é atingir crianças e jovens residentes nas encostas das comunidade de risco da capital baiana. “A perspectiva é que os alunos, no ambiente familiar, possam influenciar os pais e, também, moradores dessas localidades”, acentuou a subcoordenadora de Ações Educativas e Comunitárias, Kelly Morais.

A programação do primeiro dia incluiu ainda informações, Metodologia Aplicada, pela pedagoga Maria de Fátima Luz; PDCE 2018, pela subcoordenadora Kelly Morais; apresentação de teatro de fantoches; paródia Lixo no Lixo e Percepção de Risco, conduzida pela engenheira Kiliana França.

Encerrando as atividades da capacitação, nesta sexta-feira (09/03), Noções de Primeiro Socorros, com o subtenente Jonae Brás A. de Carvalho, do Corpo de Bombeiros; Conhecimentos de Zoonoses, com a equipe do CCZ coordenada por Péricles Pires e as Diretrizes do PDCE 2018, pela subcoordenadora Kelly Morais.

Voluntários da comunidade de Patapata são certificados

Voluntários da comunidade de Patapata (Valéria) receberam,  dia 07/03, seus certificados de conclusão do curso em ações preventivas para formação do Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (Nupdec). A cerimônia foi realizada no Templo da Assembleia de Deus.

Esta fase do trabalho de mobilização, que consiste na instalação do Nupdec, visa dar maior protagonismo à comunidade, buscando ampliar a percepção dos fatores de riscos presentes nas áreas de encostas. As atividades de capacitação foram conduzidas pela assistente social Juçara Pereira.

“Queremos agradecer a vocês por participarem dessa troca de saberes. Sem vocês não teríamos êxito”, afirmou ao iniciar a certificação. Ela destacou a colaboração das líderes comunitárias Célia Cardoso e Francisca Teles, além do pastor Luís Carlos Santana da Silva, para o sucesso da realização da capacitação.

“Quando entramos na comunidade, entramos para fazer parte dela. Hoje encerramos esta etapa, mas no ano que vem certamente estaremos aqui acompanhado o desenvolvimento desse Nupdec, seguindo o planejamento estratégico do prefeito ACM Neto”, afirmou o diretor geral da Codesal, Sosthenes Macêdo.

A subcoordenadora de Ações Educativas e Comunitárias, Kelly Morais, elogiou a participação da comunidade: “Foi uma turma que participou com muita vontade de aprender. Tínhamos a comunidade como área de risco de alagamento, mas a gestão do prefeito ACM Neto tem dado atenção a Valéria com uma prefeitura-bairro atuando aqui”, acrescentou.

O pastor Luís, por sua vez, disse que trabalho como o realizado pela Codesal é sempre bem-vindo. “Aqui é uma casa de Deus que está sempre de braços abertos para a comunidade”.

A moradora e liderança comunitária, Célia Cardoso, mãe de dois filhos e trabalhando como ajudante de pedreiro não se omite em ajudar a comunidade, apesar dos seus inúmeros afazeres diários. “Moro aqui há 30 anos e sempre lutando para criar meus filhos e melhorar as coisas”.

A Prefeitura-bairro de Valéria se fez representar por Bárbara Carneiros e Cândida Lima.

Morador dá exemplo de protagonismo comunitário

Fernando fala sobre seu projeto em capacitação para o Nupdec

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A equipe da Codesal, que participou da formação do Núcleo Comunitário de Defesa Civil (Nupdec) no período de mobilização na comunidade de Maria Amaral/Alto do Cabrito, conheceu Fernando Dunham Reis (foto), 36 anos, que mora há cinco na comunidade, conta a assistente social, Nádia Rangel, que coordenou as atividades.

Ela revela que Fernando realiza um trabalho significativo no local utilizando material reciclável para plantar e espalhar plantas pela comunidade. Os dispositivos por ele reciclados são colocados ao longo da encosta para evitar que os moradores joguem lixo e façam construções irregulares.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No dia 08/11, quando novo voluntários do Nupdec na comunidade de de Maria Amaral foram certificados, Nádia Rangel abriu espaço para que Fernando divulgasse o seu projeto “Natureza Feliz”, simbolizado pelo boneco de pneu que sorri (foto abaixo), para os mais de 100 moradores presentes.

Ele falou da importância de preservar o meio ambiente e cuidar da natureza como forma de prevenir desastres, convidou a comunidade a se juntar a ele nessa luta e distribuiu sementes de girassol para que todos pudessem plantar uma muda.

Voluntários de Maria Amaral são certificados pela Codesal

Prevenção. Esta é a palavra-chave do projeto de capacitação da Defesa Civil de Salvador (Codesal) destinado a formar os Núcleos Comunitários de Proteção e Defesa Civil (Nupdecs) focados na redução de risco em áreas de encosta.

Foi com esse objetivo que 95 novos voluntários da comunidade Maria Amaral (Alto do Cabrito) receberam nesta terça-feira (14/11) os certificados de conclusão do Nupdec com o compromisso de fazer uma rede de proteção em suas áreas toda vez que se fizer necessário.

A assistente social, Nádia Rangel, que atuou como facilitadora das atividades, elogiou a participação do grupo e acentuou ser fundamental a união e o protagonismo dos moradores que devem estar comprometidos com a redução de riscos.

O Nupdec visa integrar o sistema de Defesa Civil à comunidade e aos órgãos públicos de modo a assegurar uma ação conjunta de toda a sociedade na prevenção e redução de desastres. Os módulos abordam temas sobre defesa civil, percepção de risco e primeiro socorros.

Segue o passo

Na certificação, o diretor da Codesal, Sosthenes Macedo, lembrou que a Codesal, atendendo a orientação do prefeito ACM Neto, “segue o passo no sentido de que a rua é o melhor gabinete para se conhecer cada canto de Salvador e tomar as medidas que a população demanda”.

A subcoordenadora de Ações Educativas e Comunitárias, Kelly Morais, elogiou o comprometimento dos participantes, que se mantiveram presentes e atuantes durante as atividades de formação do Nupdec. “Precisamos da participação de vocês para fazer valer as ações preventivas propostas”.

O subprefeito da Cidade Baixa, Claudio Condurú, elogiou o trabalho dos técnicos da Defesa Civil,  classificando-os de “guerreiros da Codesal” e ressaltou a “assiduidade e compromisso da comunidade que se fez presente ao longo das duas semanas de capacitação”.

O diretor-presidente da Companhia de Governança Eletrônica de Salvador (Cogel), o vereador Alberto Braga, destacou como elogiável o empenho da Codesal que desenvolve um trabalho de “salvar vidas”.

Estiveram presentes ao evento, o diretor geral da Codesal, Sosthenes Macêdo, o subprefeito da Cidade Baixa, Claudio Conduru, o diretor-presidente da Companhia de Governança Eletrônica de Salvador (Cogel), o vereador Alberto Braga, a gestora da Escola Municipal Padre Noberto, Aline Rocha, a coordenadora de Ações Preventivas e Redução de Riscos, Gabriela Morais, a subcoordenadora de Ações Educativas e Comunitárias, Kelly Morais, técnicos da Codesal, lideranças comunitárias e outros gestores municipais.

Morando no Alto do Cabrito há 30 anos, a idosa Antonieta da Paz, serviu de exemplo entre os participantes por ter demonstrado muito interesse no decorrer dos módulos, como destacou Nádia Rangel. Ao comentar o que achou o curso, ela disse: “estou aqui para aprender, pois sempre tem coisas interessantes sendo ensinadas”.

Estudantes universitários vão reforçar ações de prevenção a desastres em Salvador

O chanceler da Unifacs, Manoel Barros (à esq.), falou em nomes das IES que firmaram o convênio

Prevaleceu na escolha das instituições o fato de que têm demonstrado competência acadêmica e disposição em colaborar com o desenvolvimento habitacional, urbano, social e ambiental do município. As universidades envolvidas atuarão em estreita colaboração com as Prefeituras-Bairro, e os membros – de cursos como Arquitetura e Engenharia – serão integrados ao Programa de Voluntários da Codesal.

As IES estarão presentes em áreas de ocupação precária, reforçando as ações que a Prefeitura vem empreendendo para prevenir situações de risco de desastres naturais, especialmente deslizamentos e alagamentos. O convênio prevê, entre outras ações, a execução de estudos e projetos de urbanização naquelas regiões, em particular no âmbito dos Planos de Ações Estruturais (PAE) que integram o Programa Municipal de Redução de Riscos (PMRR). Quando aprovados, esses projetos serão executados pelos órgãos competentes da Prefeitura.

Transformações

O prefeito lembrou que, desde 2015, a Codesal tem passado por uma grande transformação, que envolve a modernização das atividades, adoção de novas tecnologias, reforço de pessoal e conhecimento técnico. “Com esses convênios, vamos reforçar soluções possíveis para as áreas de risco da cidade, onde normalmente vivem pessoas muito pobres e que precisam da ação da Prefeitura. É também importante para os estudantes dessas universidades, que terão um laboratório para vivenciar na prática muitas coisas que aprendem dentro da universidade. Com isso, vamos produzir conjuntamente soluções e alternativas para tornar Salvador cada vez mais segura”, afirmou ACM Neto.

Orientação técnica

A colaboração das IES atende ainda à necessidade de oferecer orientação técnica gratuita às famílias de baixa renda que vivem em áreas de ocupação precária, além de criar mecanismos de aprovação rápida de projetos arquitetônicos de construção, reforma e ampliação de edificações, elaborados pelas equipes.

De modo a facilitar o funcionamento das atividades em campo, os integrantes dos corpos técnicos poderão compartilhar o espaço físico da Prefeitura-Bairro ou outra instalação municipal nas áreas territoriais de atuação de cada um.

Codesal certifica 117 voluntários em Canabrava

Cento e dezessete voluntários da comunidade de Padre Ugo (Canabrava) receberam, na quarta-feira (01/11), seus certificados de conclusão do curso em ações preventivas para formação do Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (Nupdec). A cerimônia foi realizada na Escola Municipal de Canabrava.

Esta fase do trabalho de mobilização, que consiste na instalação do Nupdec, visa dar maior protagonismo à comunidade, buscando ampliar a percepção dos fatores de riscos presentes nas áreas de encostas. As atividades de capacitação foram conduzidas pela assistente social Eliene Bitar.

Participaram do evento o diretor geral da Codesal, Sosthenes Macêdo, o subprefeito do bairro de Pau da Lima, Jean Sacramento, o gerente de Projetos Estratégicos da Casa Civil da Prefeitura de Salvador, Daniel Gabrielli, a diretora da Semps, Juliana Portela, a coordenadora de Ações Preventivas e Redução de Riscos, Gabriela Morais, o coordenador de Ações de Contingência da Codesal, Francisco Costa Júnior, a subcoordenadora de Ações Educativas e Comunitárias, Kelly Morais, técnicos da Codesal, lideranças comunitárias e outros gestores municipais.

Prevenção

A subcoordenadora Kelly Morais, ao abrir a cerimônia de certificação, disse que o papel da Defesa Civil é destacar a importância da prevenção na redução de acidentes e elogiou o empenho da comunidade de Padre Ugo que participou ativamente da realização do Nupdec. “A comunidade foi bastante colaborativa”, afirmou.

Por sua vez, o diretor Sosthenes Macêdo destacou que o “Nupdec é um instituto voltado à prevenção de acidentes”, comemorando o fato de os núcleos estarem ampliando a sua capilaridade.
A coordenadora Gabriela Morais acentuou que “de nada adianta a Codesal trabalhar sozinha se não contar com a parceria de vocês. Prevenção a gente faz o tempo inteiro, visitando os locais, identificando problemas, ajudando a corrigi-los”.

“Trabalhar em Defesa Civil é trabalhar em comunidade, tanto no momento do acidente quanto da prevenção. Tenho certeza que contaremos com vocês”, pontuou o coordenador, Francisco Costa Júnior.

Parceria

A assistente social Eliene Bitar destacou a importância da parceria entre a Codesal e a comunidade, que é a base dos núcleos. “Esta é um trabalho conjunto e dinâmico que fortalece os laços da Defesa Civil com vocês”.

No decorrer da entrega dos certificados, os voluntários assistiram bastante animados ao vídeo que conta a história da mobilização nas comunidades e do desenvolvimento das atividades do Nupdec.

“Foi muito bom aprender sobre a defesa civil, primeiros socorros e saber qual o comportamento que se adota em uma emergência”, disse a nova voluntária Nilzete dos Santos que mora na comunidade de Padre Ugo há 32 anos.

Para João Paulo da Silva Oliveira, participar do curso e realizar exercícios práticos foi uma experiência gratificante. “Foi interessante participar do curso para voluntário”. ​

Escola municipal aborda cidadania e meio ambiente durante Feira de Ciências

Matemática, cidadania e meio ambiente foram alguns dos temas expostos na Feira de Ciências, realizada dias 26 e 27 de outubro na Escola Municipal Fazenda Coutos, localizada no bairro de mesmo nome, Subúrbio Ferroviário. O evento, que contou com o apoio da Codesal, contou com a participação dos 983 alunos de 32 turmas da instituição e da comunidade em geral.

A atividade foi realizada de forma dinâmica, envolvendo os estudantes, principalmente das 6ª e 9ª séries, e teve o uso de recursos pedagógicos como cartolina, maquetes, jogos e brinquedos.

Coordenadora pedagógica, Rita de Cássia Borges do Sacramento

Segundo a coordenadora pedagógica, Rita de Cássia Borges do Sacramento, a atividade abordou os temas propostos de forma transversal, envolvendo todas disciplinas, inclusive saúde, com o estande que apresentou o tema “Alimentação Saudável”.

A coordenadora elogiou ainda a atuação da Codesal na comunidade ao levar a capacitação do Plano de Defesa Civil nas Escolas (PDCE) àquela unidade escolar e trabalhar com seus engenheiros no mapeamento das áreas de risco do bairro.

“A Feira Ciências procura despertar no estudante a compreensão sobre a importância de conservar o meio ambiente e sobre o conhecimento científico”, explicou.

“O objetivo da atividade é trazer a comunidade para dentro da escola e mostrar o que os alunos aprenderam e a importância da escola”, acrescentou a educadora.

Diretora da Escola Fazenda Coutos, Daniela Horácio

“É uma grande oportunidade de aprendizado para alunos e professores”, resumiu a diretora Daniela Horácio.

Ao lado da aluna Maiana Borges Ferreira, que apresentava um estande sobre meio ambiente e matemática, a professora Leda de Jesus explicou que “através do cordel se aprende matemática”, ao falar de um cartaz que trazia ensinamentos “Cordelizados” sobre a disciplina.

A aluna Maiana Borges Ferreira explica o uso do cordel para ensinar matemática