Codesal certifica voluntários do Nupdec em Novo Horizonte

Cento e onze moradores de Novo Horizonte foram certificados na tarde de quinta-feira (05/10) como voluntários do programa Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (Nupdec), em evento realizado na Escola Municipal Novo Horizonte.

A atividade faz parte da estratégia municipal de estreitar laços e instruir os cidadãos sobre atitudes que possam prevenir acidentes. Estiveram presentes na solenidade o chefe de Gabinete do Prefeito, João Roma, a diretora geral das Prefeituras-Bairro, Ana Paula Matos, representantes da Ouvidoria, professores e gestores da unidade escolar, lideranças comunitárias e outros gestores municipais.

RESULTADOS POSITIVOS

O diretor da Codesal, Sosthenes Macedo, explicou que esta ação terá resultados positivos que poderão ser percebidos no dia a dia das comunidades, sobretudo em épocas de chuvas.

“É uma série de treinamentos que visa orientar os moradores de áreas de risco a se prevenir em episódios de chuvas, para que eles saibam como proceder. A formação envolveu engenheiros, arquitetos, assistentes sociais, ou seja, é uma equipe multi-setorial atuando”, explicou o gestor.

O treinamento consiste em explicação do projeto; papel da Defesa Civil; e órgãos parceiros de trabalho (como as Secretarias de Manutenção, Cidade Sustentável e Inovação e Infraestrutura e Obras Públicas). Também passam por uma instrução de percepção de risco sobre rachaduras.

Há ainda um momento sobre a atuação do Corpo de Bombeiros, noções de primeiros socorros, e como utilizar de forma correta utensílios como botijões e registro de gás de cozinha para evitar acidentes.

AÇÕES PREVENTIVAS

“A intenção é apresentar aos moradores ações preventivas, fazer com que as pessoas mudem seus atos, seus hábitos, como o de jogar lixo fora do local ideal”, explicou a coordenadora do Nupdec, Kelly Morais. No ano anterior, foram certificados 485 voluntários.

Este ano o Nupdec já formou 383 e ainda há previsão de mais três turmas para a capacitação até dezembro. Na segunda-feira (9), o órgão inicia a mobilização para convidar os moradores a participar do programa no bairro de São Marcos, e no dia 16 começam as atividades no local. Depois, o projeto ainda passará pelos bairros de Canabrava e Lobato.

Veja mais fotos a certificação:

Codesal realiza vistoria em comunidade de São Marcos

Técnicos da Defesa Civil com moradores da comunidade

Técnicos da  Subcoordenação de Ações Educativas e Comunitárias da Defesal Civil de Salvador (Codesal) realizaram nesta quarta-feira (04/10) vistoria em Rosalvo Silva, comunidade localizada em  São Marcos. Durante o trabalho foram angariadas novas adesões para apoio á mobilização a ser realizada na região para formação de Núcleo Comunitários  de Proteção e Defesa Civil (Nupdec).

Dinâmica de grupo marca encerramento de capacitação em Novo Horizonte

A capacitação para a formação do Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (Npdec) na comunidade de Novo Horizonte II, em Sussuarana foi encerrada dia 02/10 (segunda-feira).

Na oportunidade, foi realizada uma dinâmica de grupo que buscou obter uma avaliação dos participantes sobre o aproveitamento dos temas apresentados ao longo de duas semanas. Para a realização da pesquisa foram utilizadas três urnas onde os participantes poderam fazer seus comentários a partir das expressões “Que bom!”, “Que pena”,”Que tal”.

As atividades, conduzidas pela assistente social da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Juçara Pereira, incluíram módulos sobre o funcionamento da Codesal, primeiros socorros, percepção de risco e palestra sobre o Setembro Amarelo e Outubro Rosa.

Na quinta-feira, 05 de outubro, às 14h30, o concluintes recebem o certificado de voluntários do Nupdec na Escola Municipal Novo Horizonte.

O Nupdec visa integrar o sistema de Defesa Civil com a comunidade, rede de ensino e  órgãos públicos de modo a assegurar uma ação conjunta de toda a sociedade na prevenção e redução de desastres.

A assistente social Juçara Pereira com as urnas usadas na dinâmica

Codesal realiza visita técnica à comunidade de Rosalvo Silva

Técnicos da Defesa Civil de Salvador (Codesal) realizaram visita técnica à área da Travessa Rosalvo Silva, no bairro de São Marcos, para definir local da capacitação para a formação do Núcleo Comunitários de Proteção e Defesa Civil (Nupdec) e estreitar laços com a comunidade. Entre os participantes da visita, a subcoordenadora de Ações Comunitárias e Educativas da Codesal, Kelly Morais, a assistente social Nádia Rangel, o gerente regional de Educação (Smed), Fabio Mata e a gestora Sonia Leite. No instante da vista, alunos e professores da Escola Municipal Primeiro Passo participavam de uma caminhada em saudação à Primavera.

Comunidade aprende noções de primeiros socorros

Noções de primeiros socorros, com exercícios práticos, apresentadas por integrantes do Corpo de Bombeiros, marcaram nesta quita-feira (28/09), mais um módulo do curso de formação do Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (Nupdec) na comuniddae de Novo Horizonte II em Sussuarana.

A iniciativa integra o programa de ações sociais e educativas da Defesa Civil de Salvador (Codesal) em áreas de risco da capital baiana.

Protagonismo comunitário: lixão que virou parque

No terceiro dia (27/09) de capacitação para a formação do Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (Nupdec) na comunidade de Novo Horizonte II (Sussuarana), a assistente social Juçara Pereira trouxe na sua apresentação o vídeo – Lixão que virou parque – na comunidade do Vidigal – Sitio Sitiê, como forma de reflexão da iniciativa de um gari morador da comunidade que teve a iniciativa de transformar um local que servia como depositário de lixo, num espaço de cultivo de legumes e hortaliças e área de lazer para todos os moradores da comunidade.

O exemplo de protagonismo comunitário foi tema do Globo Repórter EM 2016.  “Todo mundo vinha jogar lixo. O cara comprava um fogão e deixava o fogão velho dele aqui, comprava geladeira, jogava a dele aqui. Jogavam animal morto, chegava no verão ficava um cheiro muito forte, e eu cheguei num ponto de querer me mudar desse lugar”, conta Mauro Quintanilha, músico, morador do Vidigal e criador do Parque Sitiê.

No começo foi um trabalho de formiguinha. Mauro e um amigo tiravam o lixo de dia e os moradores jogavam o lixo durante a noite. O trabalho parecia não ter fim. Até que veio a ideia de dar um tratamento paisagístico ao antigo lixão. Estava criado o Parque Sitiê.

Mas como atrair os moradores? Contar com participação de quem jogava lixo na área?  A plantação de uma horta, quem diria, foi a salvação. Uma equipe movida a paixão e inspiração. As pequenas ações transformaram a cara e o astral do lugar. Uma revolução urbana que acabou atraindo a participação de mais e mais moradores.

Assista ao vídeo:

Comunidade de Novo Horizonte tem palestra sobre o Setembro Amarelo

“Sei que é difícil, mas estou aqui para ajudar”, “Vejo que você não está bem”. Algumas frases são tão simples, mas fazem tanta diferença que nos perguntamos por que não falamos mais vezes aos nossos amigos, familiares e conhecidos.

Setembro é o mês de falar sobre a prevenção do suicídio e estas frases servem de exemplos de como podemos lidar com alguém que tem depressão, a maior causa de morte de quem tira a própria vida. Neste ano, a campanha Setembro Amarelo defende que “Falar é a melhor solução”.

Este tema e informações sobre o câncer de mama,  foco da campanha Outubro Rosa, foram abordados nesta terça-feira (26/09) na segunda reunião para a formação do Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (Nupdec) na comunidade de Novo Horizonte II,  bairro de Sussuarana, promovida pela Defesa Civil de Salvador (Codesal).

A tematica foi conduzida pela assistente social da Codesal, Juçara Pereira, tendo como facilitadora Elaine Portela, estagiária de serviço social.

CONSCIENTIZAÇÃO

“O Setembro Amarelo é abordado neste módulo do Nupdec com intuito de conscientizar e alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil. Buscamos promover uma reflexão sobre como estamos lidando com nossas dores e emoções e o quanto valorizamos a vida, nossa e dos outros”, explica a subcoordenadora de Ações Comunitárias e Educativas da Codesal, Kelly Morais.

Ela destaca que falar sobre a depressão e estar informado sobre ela encoraja a buscar ajuda e tratamento especializado.

Falar sobre suicídio é oferecer ajuda

Não dá para ignorar. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), 804 mil pessoas se matam por ano, em todo o mundo. Isso representa quase uma morte a cada 40 segundos – e, para cada dez suicídios reportados, aconteceram de 40 a 60 tentativas. Falar sobre isso já é uma forma de mostrar que a sociedade não dá as costas para os problemas das pessoas. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fontes:  CVV (Centro de Valorização da Vida) e Vix