Voluntários do Brongo são certificados pela Codesal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Voluntários da comunidade do Brongo (IAPI) receberam, quinta-feira (27/07), seus certificados de conclusão do curso em ações preventivas que integram o projeto de formação do Núcleo de Proteção e Defesa Civil de Salvador/Codesal (NUPDEC). Realizada na associação de moradores, a cerimônia reuniu 59 participantes adultos e 18 crianças.

A entrega dos certificados, que contou com a participação do diretor da Codesal, Gustavo Ferraz, da coordenadora de Ações de Prevenção e Redução de Risco, Gabriela Morais, da subcoordenadora de Ações Comunitárias e Educativas da Codesal, Kelly Morais, e da assistente social, Juçara Pereira,
encerrou a primeira fase do trabalho de mobilização desta comunidade, que consiste na instalação do NUPDEC.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A meta é que outras ações sejam desenvolvidas dando às comunidades maior protagonismo. Na fase inicial, os técnicos da Codesal identificaram lideranças e realizaram a mobilização comunitária a partir do curso de formação com módulos sobre primeiros socorros, estrutura da Defesa Civil e percepção de riscos.

Ao concluírem a capacitação, os participantes se tornam agentes voluntários preparados para multiplicar as informações destinadas à diminuição dos impactos em casos de desastres naturais.

A assistente social Juçara Pereira, que conduziu as atividades na comunidade, destacou a importância da parceria entre a Codesal e a comunidade e elogiou o empenho dos participantes, “que é a base dos núcleos”.

ANIMAÇÃO

Antes de receberem os certificados, os voluntários assistiram animadamente a exibição de vídeo que fez uma retrospectiva da história da mobilização na comunidade com foto dos concluintes e participaram de uma dinâmica de grupo.

Moradora do Brongo desde 1969, Elza Pereira da Silva considera que “a colaboração de todos ajuda a melhorar onde você mora”, tanto que promove campanhas periódicas com os vizinhos para que recolham o lixo e não o descartem em local não apropriado.

“Foi muito bom aprender sobre primeiros socorros e saber qual o comportamento que se adota em uma emergência”, disse Camila Oliveira, também integrante do NUPDEC.

“Tudo que vem acrescentar é bom. Aprendemos muito. Foi interessante”, disse Lourival Santos Filho que mora no Brongo há 12 anos. Para a voluntária Rosângela Rodrigues, participar do curso e realizar exercícios práticos foi “uma experiência gratificante”.

PDCE movimenta escolas municipais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Alunos das escolas municipais Antônio Carvalho Guedes (Capelinha) e Fazenda Coutos e os professores da Escola Geraldo Bispo dos Santos assistiram nesta semana a aula correspondente ao módulo sobre Educação Ambiental do Projeto Defesa Civil nas Escolas (PDCE) apresentados por Milton Nascimento, chefe do setor de Ações Educativas, e pela pedagoga Fátima Luz. O PDCED tem como objetivo ampliar a rede de multiplicadores das ações preventivas desenvolvidas pela Codesal.

“Essas atividades buscam sensibilizar os alunos para a importância da percepção de risco e a preservação do meio ambiente. A resposta que estamos tendo é muito positiva. Encontramos muita receptividade”, disse Milton Nascimento, chefe do setor de ações educativas da Codesal.

As atividades educativas são divididas e módulos que abordam temas sobre o funcionamento da Defesa Civil, a percepção de risco, meio ambiente e educação ambiental. As apresentações são realizadas nas escolas da rede municipal. O PDCE é anda dirigido aos gestores, coordenadores e professores de escolas localizadas em áreas de risco.

Codesal realiza mobilização na Baixa do Tubo

Moradores de áreas de risco na comunidade de Baixa do Tubo (Cosme de Farias) estão sendo mobilizados por técnicos da Codesal para a implantação das atividades preventivas que compõem o Plano de Proteção de Defesa Civil (PPDC). A apresentação do protejo Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (NUPDEC) será realizado  na segunda-feira (31.07), a partir das 13h30.
As visitas ao local, que acontecem até quinta-feira (27/07), visam estimular os moradores a participarem como voluntários na formação do NUPDEC cujo módulos têm como objetivo capacitar a comunidade para enfrentar situações de emergência.
“Com essas mobilização procuramos identificar lideranças comunitárias que vão auxiliam no trabalho de mobilização. Elas recebem formação por meio de palestras e workshops sobre percepção de risco e como agir em situações emergenciais”, explica a assistente social Eliene Bita, que conduz as atividades para a formação do núcleo.

Professores da Escola Geraldo Bispo têm módulo do PDCE

 Professores da Escola Municipal Geraldo Bispo dos Santos (Plataforma) assistiram na manhã de segunda-feira (24/07) a aula correspondente ao módulo sobre Educação Ambiental do Projeto Defesa Civil nas Escolas (PDCE) apresentado por técnicos da Defesa Civil de Salvador (Codesal). A atividade foi repetida para os professores do turno vespertino. O PDCED tem como objetivo ampliar a rede de multiplicadores das ações preventivas desenvolvidas pela Codesal.

Voluntários de Mamede são certificados pela Codesal

Grupo de voluntários da comunidade de Mamede (Alto da Terezinha) posam, dia 20/07, ao lado de técnicos da Codesal após a cerimônia de entrega dos certificados de conclusão da capacitação para o Núcleo de Proteção e Defesa Civil (NUPDEC).
Vinte e três voluntários da comunidade de Mamede (Alto da Terezinha) receberam na quinta-feira (20) a certificação da Defesa Civil de Salvador (Codesal) de formação do Núcleo de Proteção e Defesa Civil (NUPDEC) que tem como objetivo evitar ou minimizar os estragos feitos pela chuva em áreas de risco.

O evento foi realizado na Escola Municipal Santa Terezinha. Todos os diplomados receberam, além do certificado, o colete de voluntário.

Durante o curso, o grupo aprendeu sobre percepção de risco e assistiu a palestras sobre a estrutura da Codesal e do Sistema Municipal de Proteção e Defesa Civil (SMPDC). O objetivo da iniciativa é formar multiplicadores em Defesa Civil.

Na cerimônia, a subcoordenadora de Ações Comunitárias e Educativas, Kelly Morais, destacou que “a iniciativa da Defesa Civil de Salvador visa fortalecer a parceria que existe entre nós e a comunidade. Parabenizo a todos pelo esforço e participação”.

A assistente social, Nádia Rangel, que conduziu as atividades, disse estar bastante satisfeita com a capacitação e destacou a importância da parceria com da Defesa Civil de Salvador com as comunidades.

“É gratificante saber que a comunidade está cada vez mais comprometida. Esse é um trabalho permanente e depende de vocês atuarem como multiplicadores pois a ação de vocês é de fundamental importância para que consigamos evitar os acidentes”.

SOLIDARIEDADE

A líder comunitária Valdenice Cruz, que se certificou pela segunda vez nesta nova capacitação do NUPDEC na comunidade, avalia a importância da iniciativa:

“Moro em área de risco, na rua Mamede, e as informações recebidas me permitem ajudar a amigos e vizinhos a evitar acidentes. Todos deveriam fazer esse treinamento, assim podemos servir, ajudar e acolher o próximo em situações delicadas como nos desastres”.

Já a nova voluntária Elisabete Santos Santana destacou que o conhecimento é indispensável para salvar vidas. “Sabemos como fazer para evitar os acidentes e, caso eles aconteçam, como devemos proceder”.

 

 

 

 

PDCE reúne professores da rede municipal

Com a apresentação dos módulos sobre Percepção de Risco e Educação Ambiental, o Projeto Defesa Civil nas Escolas (PDCE) da Codesal reuniu ao longo desta semana professores de escolas da rede municipal de ensino. Na segunda-feira (10/07), as atividades tiveram início com docentes das Escola Municipais Antônio Carvalho Guedes (São Caetano). As ações continuaram na quarta-feira (12/07) e sexta-feira(14/07) respectivamente nas escolas Geraldo Bispo dos Santos (Plataforma) e Fazenda Coutos. A capacitação visa ampliar a rede de multiplicadores das ações preventivas desenvolvidas pela Codesal.

“Nesses encontros, divididos em módulos, fornecemos subsídios para que os gestores e professores possam preparar seus alunos para atuarem como agentes de informação. É dessa forma que podemos ampliar a circulação dos conhecimentos sobre as ações preventivas da Defesa Civil de Salvador”, explica Milton Nascimento, chefe do setor de ações educativas da Codesal.

Durante as oficinas são apresentados temas como histórico da defesa civil no Brasil, com destaque para Salvador, o funcionamento da política nacional para a área e identificação de riscos. Nos tópicos sobre educação ambiental, ganham destaque as questões relacionadas ao meio-ambiente, o correto descarte de resíduos e os riscos de não tratar o lixo da forma mais adequada e segura.

“Ao conseguirmos mobilizar os alunos, com certeza, vamos fazer com que eles levem essas informações para os seus pais e familiares. Esta tarefa pode ser facilitada no dia-a-dia da sala de aula com a ajuda do professor que trabalha com temas que estão mais próximos da realidade deles”, destaca a pedagoga da Codesal, Fátima Luz.

PDCE em Fazenda Coutos

Técnicos da Subcoordenação de Ações Comunitárias e Educativas da Codesal estiveram nesta sexta-feira (14/07) na Escola Municipal Fazenda Coutos dando continuidade a apresentação do Projeto de Defesa Civil nas Escolas (PDCE). No encontro, nesta etapa exclusivo para professores, foram apresentados temas transversais da Defesa Civil, Percepção de Risco e Educação Ambiental (ver mais informações abaixo).

Escola Geraldo Bispo dos Santos adere com entusiasmo ao PDCE

Alunos da Escola Geraldo Bispo dos Santos (Plataforma): experiência positiva com o Programa de Defesa Civil nas Escolas

Desenvolvido por técnicos da Codesal, o Projeto Defesa Civil nas Escolas (PDCE) foi apresentado nesta terça-feira (04.07) aos professores da Escola Municipal Geraldo Bispo dos Santos, em Plataforma. A atividade é uma forma de incentivar alunos, pais e educadores a ampliarem a percepção e redução de risco, atuando como multiplicadores e ajudando a minimizar os impactos de acidentes em comunidades localizadas em áreas de encosta da capital baiana.

Temas como sustentabilidade e boas atitudes para com o ambiente tem sido compartilhados na escola de forma positiva por meio de uma rede de boas ideias e troca de experiências, sendo que o corpo docente aderiu ao projeto com entusiasmo.

Em função disso, a unidade escolar se destacou em 2016 ao aplicar o PDCE em uma atividade pedagógica que gerou bons frutos e foi tema de reportagem na imprensa local. A inIciativa partiu da educadora física Naiane Quadros, que produziu com os alunos um jogo de tabuleiro onde vivenciam os problemas gerados com situações como o descarte inadequado do lixo.

A diretora da unidade escolar, Maria Auxiliadora Garrido Santos, atribui os bons resultados do programa ao fato de envolver a comunidade em uma causa comum e de contar com uma equipe de professores “que se compromete com o que faz com muita empolgação. Já incorporamos o PDCE no dia-a-dia e em todas as nossas atividades, saindo dos muros da escola”.

Por sua vez, a vice-diretora do turno matutino, Mariléia Pizante Fernandes, afirma que “com a atividade da Codesal conseguimos voluntários comprometidos com a comunidade, pois o PDCE fala dos problemas vivenciados no cotidiano, a exemplo das encostas, do lixo e ajuda a promover ações transformados como a de obedecer aos horários de coleta”.

O chefe do setor de Ações Educativas, Milton Nascimento, com a diretora, Maria Auxiliadora Garrido Santos (dir.), e a vice-diretora do turno matutino, Marileia Pizante Fernandes

REFERÊNCIA

“O PDCE está em sintonia com a proposta pedagógica da rede municipal de ensino que passou a agregar ao seu currículo noções básicas de segurança e prevenção de acidentes de forma bem-sucedida”, explicou Milton Nascimento, chefe do setor de ações educativas da Codesal, aos professores que participaram da apresentação.

A pedagoga da Defesa Civil, Fátima Luz, elogiou o trabalho desenvolvido pela escola na tarefa de multiplicar os conhecimentos apresentados nos módulos do PDCE. “Trabalhamos com 82 escolas em 2016 das quais duas se tornaram referências: a Geraldo Bispo dos Santos e a Coração de Jesus”, destacou.

Já a professora Mônica Costa Samartin acentuou que a experiência trazida pelo PDCE no ano passado foi transformadora para a comunidade. “Os alunos ajudam a multiplicar os conhecimentos e a levar conscientização para suas casas e familiares”, diz. Um exemplo do entusiasmo é a aluna Taíla Oliveira Barreto, 7 anos, cursando a primeira série. Ela destaca que aprendeu “a não jogar lixo nas ruas e acumular água em lugares descobertos por causa do mosquito”.

A pedagoga e doutora Fátima Luz elogiou o trabalho desenvolvido pela escola na tarefa de multiplicar os conhecimentos apresentados nos módulos do PDCE

Professores são capacitados

O Projeto Defesa Civil nas Escolas (PDCE) foi apresentado esta semana a professores das escolas Antonio Carvalho Guedes (03/07), na Capelinha de São Caetano, Geraldo Bispo dos Santos, em Plataforma (04/07), Fazenda Coutos (05/07) e Clériston Andrade (06/07), em São Marcos.

Na próxima semana,os professores dessas mesmas escolas serão capacitados em transversais de Defesa Civil, a exemplo da percepção de risco e educação ambiental.

“Essas atividades buscam sensibilizar os participantes para a importância da percepção de risco e a preservação do meio ambiente”, afirmou Milton Nascimento, chefe do setor de ações educativas da Codesal.

Escola Fazenda Coutos: professores e técnicos da Codesal após apresentação do PDCE (05.07)

Após a apresentação do PDCE ao corpo docente, os alunos daquelas unidades participaram das atividades de capacitação a serem iniciadas na próxima semana.

O PDCE tem como objetivo capacitar a comunidade escolar por meio de ações educativas e participativas de modo a contribuir com a redução das ocorrências de desastres e suas consequências, melhorando a qualidade de vida da população.

Direção da Escola Coração de Jesus colabora no fortalecimento do NUPDEC em Baixa do Cacau

A diretora Thais Silva (blusa preta) ao lado da assistente social Nádia Rangel, técnicos da Codesal e do CCZ:  Escola Municipal Coração de Jesus, Baixa do Cacau

Desde o início dos  trabalhos de mobilização para formação do Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (NUPDEC) em Baixa do Cacau, a diretora da Escola Municipal Coração de Jesus, Thais Santana Bastos Silva (toda sua equipe), tem  dispensado atenção e apoio fundamental para a realização dos trabalhos, afirma a afirma a assistente social Nádia Rangel, que coordena as atividades do NUPDEC naquela comunidade.

 Ela conta que a escola serve de ponto de encontro para todas as atividades da Codesal na comunidade: “Já utilizamos as instalações para, além da formação do NUPDEC, a realização de reuniões com lideranças, açõeso de saúde e feira de zoonose”.
No último dia 26/06, quando foi realizada a Feira de Zoonose na comunidade, a escola já estava em recesso, porém a diretora disponibilizou o espaço e a colaboração da secretária Hildete para atender  a equipe da Defesa Civil.
“São pessoas como Thais, que com sua disponibilidade e carinho, fazem a diferença na comunidade. Obrigada a Thais e toda equipe da Escola. Esperamos manter essa parceria e que nosso vínculo se torne cada dia mais forte!,  afirma Nádia Rangel,.