Voluntários do Brongo são certificados pela Codesal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Voluntários da comunidade do Brongo (IAPI) receberam, quinta-feira (27/07), seus certificados de conclusão do curso em ações preventivas que integram o projeto de formação do Núcleo de Proteção e Defesa Civil de Salvador/Codesal (NUPDEC). Realizada na associação de moradores, a cerimônia reuniu 59 participantes adultos e 18 crianças.

A entrega dos certificados, que contou com a participação do diretor da Codesal, Gustavo Ferraz, da coordenadora de Ações de Prevenção e Redução de Risco, Gabriela Morais, da subcoordenadora de Ações Comunitárias e Educativas da Codesal, Kelly Morais, e da assistente social, Juçara Pereira,
encerrou a primeira fase do trabalho de mobilização desta comunidade, que consiste na instalação do NUPDEC.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A meta é que outras ações sejam desenvolvidas dando às comunidades maior protagonismo. Na fase inicial, os técnicos da Codesal identificaram lideranças e realizaram a mobilização comunitária a partir do curso de formação com módulos sobre primeiros socorros, estrutura da Defesa Civil e percepção de riscos.

Ao concluírem a capacitação, os participantes se tornam agentes voluntários preparados para multiplicar as informações destinadas à diminuição dos impactos em casos de desastres naturais.

A assistente social Juçara Pereira, que conduziu as atividades na comunidade, destacou a importância da parceria entre a Codesal e a comunidade e elogiou o empenho dos participantes, “que é a base dos núcleos”.

ANIMAÇÃO

Antes de receberem os certificados, os voluntários assistiram animadamente a exibição de vídeo que fez uma retrospectiva da história da mobilização na comunidade com foto dos concluintes e participaram de uma dinâmica de grupo.

Moradora do Brongo desde 1969, Elza Pereira da Silva considera que “a colaboração de todos ajuda a melhorar onde você mora”, tanto que promove campanhas periódicas com os vizinhos para que recolham o lixo e não o descartem em local não apropriado.

“Foi muito bom aprender sobre primeiros socorros e saber qual o comportamento que se adota em uma emergência”, disse Camila Oliveira, também integrante do NUPDEC.

“Tudo que vem acrescentar é bom. Aprendemos muito. Foi interessante”, disse Lourival Santos Filho que mora no Brongo há 12 anos. Para a voluntária Rosângela Rodrigues, participar do curso e realizar exercícios práticos foi “uma experiência gratificante”.

Antônio Teixeira tem atividade de educação em saúde

A alta prevalência de doenças cardiovasculares é atualmente observada em todo o mundo. No Brasil, constituem a principal causa de morte em todas as regiões do país, em ambos os sexos. Entender a origem dessa doenças e o papel do estilo de vida, especialmente alimentação e atividade física, em sua prevenção ajuda a reduzir riscos de danos futuros à saúde.

Neste sentido, as atividades de educação e saúde promovidas pela Universidade Federal da Bahia em parceria com a Defesa Civil de Salvador (Codesal) visam contribuir para a melhoria da qualidade de vida por meio do enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de comunidades situadas em áreas de risco de Salvador.

Este foi o principal objetivo da palestra apresentada, na tarde de segunda-feira (24/07), na comunidade de Antonio Teixeira, pela enfermeira e professora da Faculdade de Enfermagem da UFBA, Márcia Carneiro. “Conhecer as causas e os sinais de um AVC (acidente vascular cerebral), ou de um enfarte, é o primeiro passo para a sua prevenção”, destaca.

As ações de educação em saúde da Codesal/Ufba buscam estreitar os vínculos da Defesa Civil de Salvador com as comunidades onde já se formaram os Núcleo de Proteção e Defesa Civil (NUPDEC). O evento foi conduzido pela assistente social Nádia Rangel, da Subcoordenação de Ações Comunitárias e Educativas.

Codesal realiza mobilização na Baixa do Tubo

Moradores de áreas de risco na comunidade de Baixa do Tubo (Cosme de Farias) estão sendo mobilizados por técnicos da Codesal para a implantação das atividades preventivas que compõem o Plano de Proteção de Defesa Civil (PPDC). A apresentação do protejo Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (NUPDEC) será realizado  na segunda-feira (31.07), a partir das 13h30.
As visitas ao local, que acontecem até quinta-feira (27/07), visam estimular os moradores a participarem como voluntários na formação do NUPDEC cujo módulos têm como objetivo capacitar a comunidade para enfrentar situações de emergência.
“Com essas mobilização procuramos identificar lideranças comunitárias que vão auxiliam no trabalho de mobilização. Elas recebem formação por meio de palestras e workshops sobre percepção de risco e como agir em situações emergenciais”, explica a assistente social Eliene Bita, que conduz as atividades para a formação do núcleo.

Professores da Escola Geraldo Bispo têm módulo do PDCE

 Professores da Escola Municipal Geraldo Bispo dos Santos (Plataforma) assistiram na manhã de segunda-feira (24/07) a aula correspondente ao módulo sobre Educação Ambiental do Projeto Defesa Civil nas Escolas (PDCE) apresentado por técnicos da Defesa Civil de Salvador (Codesal). A atividade foi repetida para os professores do turno vespertino. O PDCED tem como objetivo ampliar a rede de multiplicadores das ações preventivas desenvolvidas pela Codesal.

Perfil – Rosana Hipólito

“A Codesal tem sido uma
experiência de humanização”

Rosana ingressou na Codesal há 4 anos e meio, em maio de 2013, quando Alvaro Silveira era diretor da Defesa Civil de Salvador. Antes, ela havia trabalhado no setor de cartões de crédito do Banco Itaú. Na Defesa Civil, começou na sala de atendimento telefônico ao público, o 199. Em seguida foi transferida para a Engenharia onde digitava os dados coletados nas vistorias, passando-os para o sistema.

Com a chegada dos tablets, que modernizaram a coleta de dados pelos engenheiros, foi transferida, este ano, para a mobilização de comunidades que vivem em áreas de risco com o intuito de formar os Núcleos de Proteção e Defesa Civil (NUPDECs).

Sua estreia na Subcoordenação de Ações Comunitárias e Educativas da Codesal (SUCED) foi em uma atividade na comunidade de Bom Juá (Arraial do Retiro). Relata que andando pelas ruas daquela comunidade, se deparou com a cena de um filhote de cachorro recém-nascido que ia ser jogado na rua. Não resistiu e acolheu o animal.

“Trouxe o cachorrinho comigo. Como não poderia mantê-lo em casa, postei nas redes sociais e apareceu uma senhora empresaria, que ficou com animal”.

Ações Educativas

Ela se diz feliz na atual atividade Setor de Ações Educativas da SUCED e também por ter finalmente realizado o sonho de conciliar trabalho com o estudo. Hoje, cursa Pedagogia, carreira que escolheu por ter gosto pelo ensino e por aprender coisas novas.

“Sou grata a Kelly [Morais], subcoordenadora da SUCED. Ela possibilitou aplicar meu projeto pedagógico nas escolas por meio das atividades do PDCE (Programa Defesa Civil nas Escolas)”.

Na SUCED, ela começa a visitar escolas, entender os processos de ensino, avaliar os projetos pedagógicos. “Estudei todo o Guia de Orientação Pedagógica sobre o Programa de Defesa Civil nas Escolas (PDCE). Foi aí que surgiu a ideia de usar as palavras cruzadas para reforçar os conteúdos apresentados durante os módulos do PDCE. Fazemos perguntas como ‘Quem deveríamos chamar quando ocorrer um deslizamento’ ou ‘Qual a árvore que acumula água nas raízes?”.

Reforçando o estímulo da competição promovida pela atividade, Rosana solicitou a subcoordenadora Kelly a aquisição de 50 medalhas para serem distribuídas entre os melhores alunos nas seis escolas que inicialmente receberiam o PDCE. “Seria um incentivo aos alunos que tivessem os melhores desempenhos. Esse tipo de ação ampliou meu estímulo em trabalhar na Codesal”.

Trabalhos manuais

Além da pedagogia, uma outra faceta de Rosana é o talento para trabalhos manuais. “Sou apaixonada pela área estética. Gosto de aprender coisas diferentes. Até na engenharia aprendi muita coisa com os engenheiros”.

Inquieta, depois das medalhas, ela apresentou a ideia de oferecer um troféu aos melhores alunos do PDCE. O objeto, por ela projetado, foi construído a partir de uma criativa montagem de garrafas pet que, após ganharem a forma pretendida, são pintadas de dourado. Dificilmente o observador desavisado vai perceber tratar-se de material plástico.

Sobre a experiência na Defesa Civil, ela afirma que “quando cheguei à Codesal, senti o impacto. A situação causada pelas chuvas de 2015 foi marcante. Não vou esquecer todas aquelas pessoas desabrigadas que buscavam ajuda aqui na Defesa Civil. Serviu de experiência e humanização”, define.

Codesal leva Nupdec à comunidade do Brongo

O Setor de Ações Comunitárias e Educativas da Defesa Civil de Salvador (Codesal) iniciou segunda-feira (17/07) a apresentação do Núcleo de Proteção e Defesa Civil (NUPDEC) na comunidade do Brongo (IAPI).

As atividades continuaram ao longo da semana com os módulos sobre Defesa Civil Institucional e Noções de Primeiros Socorros.

Na segunda-feira, 24/07, será apresentado o módulo sobre Percepção de Risco. A certificação ocorre dia 27/07, quinta-feira.

O objetivo da capacitação é ampliar a percepção de risco na comunidade e ensinar os moradores a como agir em casos de chuva forte.

A condução da capacitação está a cargo da assistente social Juçara Pereira. Segundo ela, “o principal objetivo das atividades é preparar a população que vive em áreas de risco para agir apropriadamente em caso de fortes chuvas, minimizando assim os possíveis estragos”.

O encontro contou com significativa adesão de moradores com a participação de 68 pessoas.

“A receptividade foi muito boa, com expressivo comparecimento e participação ativa”, avaliou a assistente social Juçara Pereira, que elogiou o trabalho de mobilização promovido pela comunidade.

Voluntários de Mamede são certificados pela Codesal

Grupo de voluntários da comunidade de Mamede (Alto da Terezinha) posam, dia 20/07, ao lado de técnicos da Codesal após a cerimônia de entrega dos certificados de conclusão da capacitação para o Núcleo de Proteção e Defesa Civil (NUPDEC).
Vinte e três voluntários da comunidade de Mamede (Alto da Terezinha) receberam na quinta-feira (20) a certificação da Defesa Civil de Salvador (Codesal) de formação do Núcleo de Proteção e Defesa Civil (NUPDEC) que tem como objetivo evitar ou minimizar os estragos feitos pela chuva em áreas de risco.

O evento foi realizado na Escola Municipal Santa Terezinha. Todos os diplomados receberam, além do certificado, o colete de voluntário.

Durante o curso, o grupo aprendeu sobre percepção de risco e assistiu a palestras sobre a estrutura da Codesal e do Sistema Municipal de Proteção e Defesa Civil (SMPDC). O objetivo da iniciativa é formar multiplicadores em Defesa Civil.

Na cerimônia, a subcoordenadora de Ações Comunitárias e Educativas, Kelly Morais, destacou que “a iniciativa da Defesa Civil de Salvador visa fortalecer a parceria que existe entre nós e a comunidade. Parabenizo a todos pelo esforço e participação”.

A assistente social, Nádia Rangel, que conduziu as atividades, disse estar bastante satisfeita com a capacitação e destacou a importância da parceria com da Defesa Civil de Salvador com as comunidades.

“É gratificante saber que a comunidade está cada vez mais comprometida. Esse é um trabalho permanente e depende de vocês atuarem como multiplicadores pois a ação de vocês é de fundamental importância para que consigamos evitar os acidentes”.

SOLIDARIEDADE

A líder comunitária Valdenice Cruz, que se certificou pela segunda vez nesta nova capacitação do NUPDEC na comunidade, avalia a importância da iniciativa:

“Moro em área de risco, na rua Mamede, e as informações recebidas me permitem ajudar a amigos e vizinhos a evitar acidentes. Todos deveriam fazer esse treinamento, assim podemos servir, ajudar e acolher o próximo em situações delicadas como nos desastres”.

Já a nova voluntária Elisabete Santos Santana destacou que o conhecimento é indispensável para salvar vidas. “Sabemos como fazer para evitar os acidentes e, caso eles aconteçam, como devemos proceder”.

 

 

 

 

Perfil: Eduardo dos Santos Nascimento

Formado pelo Senai, em 2010, Eduardo, antes mesmo de concluir o curso, já trabalhava em empresas de construção civil, como a Siene, em empreendimentos do porte do Salvador Prime.

“Atuava no setor de qualidade, acompanhando o desenvolvimento da obra, produzindo relatórios para indicar ao engenheiro o que necessitava ser corrigido. Passei por todas as etapas daquele setor, da concretagem ao acabamento. Foi enriquecedor”.

No início do ano passado, inscreve-se no concurso Reda, sendo aprovado na mesma área de sua atuação profissional. Na Defesa Civil, começou realizando vistorias em construções localizadas em áreas de risco .

Sobre essa experiência, ele revela que, embora envolvido no ramo da construção civil, não tinha noção da quantidade de áreas de riscos que existem em Salvador.

Posteriormente foi transferido para atuar no Centro de Monitoramento de Áreas de Risco (Cemadec) da Codesal e agora está na Ouvidoria do Setor de Atendimento.

“Aqui ouço a população. Quando as pessoas necessitam de esclarecimentos relativos à segurança de seus imóveis, os atendentes encaminham para mim”, esclarece Eduardo que também procede a liberação de lona e vistorias.

“O trabalho é bastante diversificado, pois cada situação difere da outra, tornando o serviço muito interessante”, define.

PDCE reúne professores da rede municipal

Com a apresentação dos módulos sobre Percepção de Risco e Educação Ambiental, o Projeto Defesa Civil nas Escolas (PDCE) da Codesal reuniu ao longo desta semana professores de escolas da rede municipal de ensino. Na segunda-feira (10/07), as atividades tiveram início com docentes das Escola Municipais Antônio Carvalho Guedes (São Caetano). As ações continuaram na quarta-feira (12/07) e sexta-feira(14/07) respectivamente nas escolas Geraldo Bispo dos Santos (Plataforma) e Fazenda Coutos. A capacitação visa ampliar a rede de multiplicadores das ações preventivas desenvolvidas pela Codesal.

“Nesses encontros, divididos em módulos, fornecemos subsídios para que os gestores e professores possam preparar seus alunos para atuarem como agentes de informação. É dessa forma que podemos ampliar a circulação dos conhecimentos sobre as ações preventivas da Defesa Civil de Salvador”, explica Milton Nascimento, chefe do setor de ações educativas da Codesal.

Durante as oficinas são apresentados temas como histórico da defesa civil no Brasil, com destaque para Salvador, o funcionamento da política nacional para a área e identificação de riscos. Nos tópicos sobre educação ambiental, ganham destaque as questões relacionadas ao meio-ambiente, o correto descarte de resíduos e os riscos de não tratar o lixo da forma mais adequada e segura.

“Ao conseguirmos mobilizar os alunos, com certeza, vamos fazer com que eles levem essas informações para os seus pais e familiares. Esta tarefa pode ser facilitada no dia-a-dia da sala de aula com a ajuda do professor que trabalha com temas que estão mais próximos da realidade deles”, destaca a pedagoga da Codesal, Fátima Luz.

PDCE em Fazenda Coutos

Técnicos da Subcoordenação de Ações Comunitárias e Educativas da Codesal estiveram nesta sexta-feira (14/07) na Escola Municipal Fazenda Coutos dando continuidade a apresentação do Projeto de Defesa Civil nas Escolas (PDCE). No encontro, nesta etapa exclusivo para professores, foram apresentados temas transversais da Defesa Civil, Percepção de Risco e Educação Ambiental (ver mais informações abaixo).