Voluntários de Maria Amaral são certificados pela Codesal

Prevenção. Esta é a palavra-chave do projeto de capacitação da Defesa Civil de Salvador (Codesal) destinado a formar os Núcleos Comunitários de Proteção e Defesa Civil (Nupdecs) focados na redução de risco em áreas de encosta.

Foi com esse objetivo que 95 novos voluntários da comunidade Maria Amaral (Alto do Cabrito) receberam nesta terça-feira (14/11) os certificados de conclusão do Nupdec com o compromisso de fazer uma rede de proteção em suas áreas toda vez que se fizer necessário.

A assistente social, Nádia Rangel, que atuou como facilitadora das atividades, elogiou a participação do grupo e acentuou ser fundamental a união e o protagonismo dos moradores que devem estar comprometidos com a redução de riscos.

O Nupdec visa integrar o sistema de Defesa Civil à comunidade e aos órgãos públicos de modo a assegurar uma ação conjunta de toda a sociedade na prevenção e redução de desastres. Os módulos abordam temas sobre defesa civil, percepção de risco e primeiro socorros.

Segue o passo

Na certificação, o diretor da Codesal, Sosthenes Macedo, lembrou que a Codesal, atendendo a orientação do prefeito ACM Neto, “segue o passo no sentido de que a rua é o melhor gabinete para se conhecer cada canto de Salvador e tomar as medidas que a população demanda”.

A subcoordenadora de Ações Educativas e Comunitárias, Kelly Morais, elogiou o comprometimento dos participantes, que se mantiveram presentes e atuantes durante as atividades de formação do Nupdec. “Precisamos da participação de vocês para fazer valer as ações preventivas propostas”.

O subprefeito da Cidade Baixa, Claudio Condurú, elogiou o trabalho dos técnicos da Defesa Civil,  classificando-os de “guerreiros da Codesal” e ressaltou a “assiduidade e compromisso da comunidade que se fez presente ao longo das duas semanas de capacitação”.

O diretor-presidente da Companhia de Governança Eletrônica de Salvador (Cogel), o vereador Alberto Braga, destacou como elogiável o empenho da Codesal que desenvolve um trabalho de “salvar vidas”.

Estiveram presentes ao evento, o diretor geral da Codesal, Sosthenes Macêdo, o subprefeito da Cidade Baixa, Claudio Conduru, o diretor-presidente da Companhia de Governança Eletrônica de Salvador (Cogel), o vereador Alberto Braga, a gestora da Escola Municipal Padre Noberto, Aline Rocha, a coordenadora de Ações Preventivas e Redução de Riscos, Gabriela Morais, a subcoordenadora de Ações Educativas e Comunitárias, Kelly Morais, técnicos da Codesal, lideranças comunitárias e outros gestores municipais.

Morando no Alto do Cabrito há 30 anos, a idosa Antonieta da Paz, serviu de exemplo entre os participantes por ter demonstrado muito interesse no decorrer dos módulos, como destacou Nádia Rangel. Ao comentar o que achou o curso, ela disse: “estou aqui para aprender, pois sempre tem coisas interessantes sendo ensinadas”.

Memória da Defesa Civil de Salvador – Certificação Novo Horizonte

Entre os vídeos produzidos para serem apresentados nas certificações de voluntários dos Núcleos Comunitários de Proteção e Defesa Civil (NUPDECs) destacamos  o da comunidade de Novo Horizonte, no bairro do Pau da Lima, realizada em 05/10/2017. Cento e onze moradores  foram certificados como voluntários do  Nupdec, em evento realizado na Escola Municipal Novo Horizonte. Esses vídeos têm tido ampla aceitação dos participantes que se sentem recompensados e valorizados como protagonistas das ações da Defesa Civil.

 

Estudantes universitários vão reforçar ações de prevenção a desastres em Salvador

O chanceler da Unifacs, Manoel Barros (à esq.), falou em nomes das IES que firmaram o convênio

Prevaleceu na escolha das instituições o fato de que têm demonstrado competência acadêmica e disposição em colaborar com o desenvolvimento habitacional, urbano, social e ambiental do município. As universidades envolvidas atuarão em estreita colaboração com as Prefeituras-Bairro, e os membros – de cursos como Arquitetura e Engenharia – serão integrados ao Programa de Voluntários da Codesal.

As IES estarão presentes em áreas de ocupação precária, reforçando as ações que a Prefeitura vem empreendendo para prevenir situações de risco de desastres naturais, especialmente deslizamentos e alagamentos. O convênio prevê, entre outras ações, a execução de estudos e projetos de urbanização naquelas regiões, em particular no âmbito dos Planos de Ações Estruturais (PAE) que integram o Programa Municipal de Redução de Riscos (PMRR). Quando aprovados, esses projetos serão executados pelos órgãos competentes da Prefeitura.

Transformações

O prefeito lembrou que, desde 2015, a Codesal tem passado por uma grande transformação, que envolve a modernização das atividades, adoção de novas tecnologias, reforço de pessoal e conhecimento técnico. “Com esses convênios, vamos reforçar soluções possíveis para as áreas de risco da cidade, onde normalmente vivem pessoas muito pobres e que precisam da ação da Prefeitura. É também importante para os estudantes dessas universidades, que terão um laboratório para vivenciar na prática muitas coisas que aprendem dentro da universidade. Com isso, vamos produzir conjuntamente soluções e alternativas para tornar Salvador cada vez mais segura”, afirmou ACM Neto.

Orientação técnica

A colaboração das IES atende ainda à necessidade de oferecer orientação técnica gratuita às famílias de baixa renda que vivem em áreas de ocupação precária, além de criar mecanismos de aprovação rápida de projetos arquitetônicos de construção, reforma e ampliação de edificações, elaborados pelas equipes.

De modo a facilitar o funcionamento das atividades em campo, os integrantes dos corpos técnicos poderão compartilhar o espaço físico da Prefeitura-Bairro ou outra instalação municipal nas áreas territoriais de atuação de cada um.

NUPDEC é apresentado à comunidade de Maria Amaral (Alto do Cabrito)

A Subcoordenadoria de Ações Comunitárias e Educativas da Defesa Civil de Salvador (Codesal) iniciou nesta segunda-feira (06/11) as atividades de apresentação dos módulos do projeto de formação do Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (NUPDEC) na comunidade Maria Amaral (Alto do Cabrito).

A instalação do NUPDEC é prioritária em áreas de risco e tem por objetivo organizar e preparar a comunidade local a dar a pronta resposta aos desastres, a exemplo de deslizamentos de terra causados pelas chuvas, além de, em situação de normalidade, atuar no planejamento de ações de Defesa Civil que visem a proteção comunitária.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Até a próxima segunda-feira, 13/11, serão apresentados temas sobre defesa civil, primeiros socorros, percepção de riscos,entre outros, pelo Setor de Gestão dos Núcleos Comunitários e de Voluntariado. A certificação ocorrerá no dia 14/11.

Codesal certifica 117 voluntários em Canabrava

Cento e dezessete voluntários da comunidade de Padre Ugo (Canabrava) receberam, na quarta-feira (01/11), seus certificados de conclusão do curso em ações preventivas para formação do Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (Nupdec). A cerimônia foi realizada na Escola Municipal de Canabrava.

Esta fase do trabalho de mobilização, que consiste na instalação do Nupdec, visa dar maior protagonismo à comunidade, buscando ampliar a percepção dos fatores de riscos presentes nas áreas de encostas. As atividades de capacitação foram conduzidas pela assistente social Eliene Bitar.

Participaram do evento o diretor geral da Codesal, Sosthenes Macêdo, o subprefeito do bairro de Pau da Lima, Jean Sacramento, o gerente de Projetos Estratégicos da Casa Civil da Prefeitura de Salvador, Daniel Gabrielli, a diretora da Semps, Juliana Portela, a coordenadora de Ações Preventivas e Redução de Riscos, Gabriela Morais, o coordenador de Ações de Contingência da Codesal, Francisco Costa Júnior, a subcoordenadora de Ações Educativas e Comunitárias, Kelly Morais, técnicos da Codesal, lideranças comunitárias e outros gestores municipais.

Prevenção

A subcoordenadora Kelly Morais, ao abrir a cerimônia de certificação, disse que o papel da Defesa Civil é destacar a importância da prevenção na redução de acidentes e elogiou o empenho da comunidade de Padre Ugo que participou ativamente da realização do Nupdec. “A comunidade foi bastante colaborativa”, afirmou.

Por sua vez, o diretor Sosthenes Macêdo destacou que o “Nupdec é um instituto voltado à prevenção de acidentes”, comemorando o fato de os núcleos estarem ampliando a sua capilaridade.
A coordenadora Gabriela Morais acentuou que “de nada adianta a Codesal trabalhar sozinha se não contar com a parceria de vocês. Prevenção a gente faz o tempo inteiro, visitando os locais, identificando problemas, ajudando a corrigi-los”.

“Trabalhar em Defesa Civil é trabalhar em comunidade, tanto no momento do acidente quanto da prevenção. Tenho certeza que contaremos com vocês”, pontuou o coordenador, Francisco Costa Júnior.

Parceria

A assistente social Eliene Bitar destacou a importância da parceria entre a Codesal e a comunidade, que é a base dos núcleos. “Esta é um trabalho conjunto e dinâmico que fortalece os laços da Defesa Civil com vocês”.

No decorrer da entrega dos certificados, os voluntários assistiram bastante animados ao vídeo que conta a história da mobilização nas comunidades e do desenvolvimento das atividades do Nupdec.

“Foi muito bom aprender sobre a defesa civil, primeiros socorros e saber qual o comportamento que se adota em uma emergência”, disse a nova voluntária Nilzete dos Santos que mora na comunidade de Padre Ugo há 32 anos.

Para João Paulo da Silva Oliveira, participar do curso e realizar exercícios práticos foi uma experiência gratificante. “Foi interessante participar do curso para voluntário”. ​

Escola municipal aborda cidadania e meio ambiente durante Feira de Ciências

Matemática, cidadania e meio ambiente foram alguns dos temas expostos na Feira de Ciências, realizada dias 26 e 27 de outubro na Escola Municipal Fazenda Coutos, localizada no bairro de mesmo nome, Subúrbio Ferroviário. O evento, que contou com o apoio da Codesal, contou com a participação dos 983 alunos de 32 turmas da instituição e da comunidade em geral.

A atividade foi realizada de forma dinâmica, envolvendo os estudantes, principalmente das 6ª e 9ª séries, e teve o uso de recursos pedagógicos como cartolina, maquetes, jogos e brinquedos.

Coordenadora pedagógica, Rita de Cássia Borges do Sacramento

Segundo a coordenadora pedagógica, Rita de Cássia Borges do Sacramento, a atividade abordou os temas propostos de forma transversal, envolvendo todas disciplinas, inclusive saúde, com o estande que apresentou o tema “Alimentação Saudável”.

A coordenadora elogiou ainda a atuação da Codesal na comunidade ao levar a capacitação do Plano de Defesa Civil nas Escolas (PDCE) àquela unidade escolar e trabalhar com seus engenheiros no mapeamento das áreas de risco do bairro.

“A Feira Ciências procura despertar no estudante a compreensão sobre a importância de conservar o meio ambiente e sobre o conhecimento científico”, explicou.

“O objetivo da atividade é trazer a comunidade para dentro da escola e mostrar o que os alunos aprenderam e a importância da escola”, acrescentou a educadora.

Diretora da Escola Fazenda Coutos, Daniela Horácio

“É uma grande oportunidade de aprendizado para alunos e professores”, resumiu a diretora Daniela Horácio.

Ao lado da aluna Maiana Borges Ferreira, que apresentava um estande sobre meio ambiente e matemática, a professora Leda de Jesus explicou que “através do cordel se aprende matemática”, ao falar de um cartaz que trazia ensinamentos “Cordelizados” sobre a disciplina.

A aluna Maiana Borges Ferreira explica o uso do cordel para ensinar matemática

Bombeiros ensinam primeiros socorros em Padre Ugo


No quarto dia (26/10)  de capacitação na comunidade de Padre Ugo (Canabrava) integrantes do Corpo de Bombeiros apresentaram noções de primeiros socorros, com exercícios práticos. A atividade integra  módulo do curso de formação do Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (Nupdec). A iniciativa faz parte do programa de ações sociais e educativas da Defesa Civil de Salvador (Codesal) em áreas de risco da capital baiana.

Galeria de Fotos: certificação na Comunidade de Rosalvo Silva

Novos voluntários da comunidade em São Marcos

Novos voluntários da comunidade de Rosalvo Silva receberam os certificados em evento realizado na Creche Pré-Escola Primeiro Passo, dia 26/10.

O chefe de gabinete João Roma entrega certificado

 

 

O secretário de Cidade Sustentável, Andre Fraga, com voluntário

 

O diretor da Codesal, Sosthenes Macedo, com novo voluntário

 

O subprefeito Jean Sacramento, da região de Pau da Lima, entrega cerificado

Confira mais fotos da certificação:

 

 

 

 

 

Voluntários da comunidade de Rosalvo Silva são certificados pela Codesal

A Defesa Civil de Salvador (Codesal) certificou na tarde de quinta-feira (25/10) cento e oito moradores de Rosalvo Silva (São Marcos)  como voluntários do programa Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (Nupdec). O evento foi realizado na Creche Pré-escola Primeiro Passo.

O projeto de formação de Nupdecs tem como um dos objetivos melhorar a percepção dos fatores de riscos presentes nas áreas de encostas e vales, informando e capacitando a população, para contribuir com a redução das ocorrências de desastres e suas consequências. As atividades de capacitação foram conduzidas pela assistente social Nádia Rangel.

Estiveram presentes à solenidade, o chefe de Gabinete do Prefeito, João Roma, o secretário de Cidade Sustentável, André Fraga, o diretor da Codesal, Sosthenes Macedo, o subprefeito do bairro de Pau da Lima, Jean Sacramento, técnicos da Codesal, lideranças comunitárias e outros gestores municipais.

O  diretor da Codesal destacou que “quando se fala em Defesa Civil devemos pensar em prevenção e nos resultados positivos do trabalho realizado para a formação dos Nupdecs nas comunidades”.

A subcoordenadora de Ações Comunitárias e Educativas, Kelly Morais, ressaltou que a capacitação é focada  “na prevenção de modo a permitir que a comunidade saiba como agir no momento certo”.

Morador da região há 15 anos, José Antônio Santos, disse que antes do curso “pensava que a Codesal atendia apenas na hora de acidentes provocados pela chuva. Agora sei que realiza um bonito trabalho no campo da prevenção. Muito bom”.

Vilma Maria Pereira, que mora na comunidade de Rosalvo Silva há 20 anos, disse que o curso foi proveitoso. “Aprendi muita coisa, inclusive a ficar atenta aos riscos e a prestar primeiros socorros”.