PDCE movimenta escolas municipais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Alunos das escolas municipais Antônio Carvalho Guedes (Capelinha) e Fazenda Coutos e os professores da Escola Geraldo Bispo dos Santos assistiram nesta semana a aula correspondente ao módulo sobre Educação Ambiental do Projeto Defesa Civil nas Escolas (PDCE) apresentados por Milton Nascimento, chefe do setor de Ações Educativas, e pela pedagoga Fátima Luz. O PDCED tem como objetivo ampliar a rede de multiplicadores das ações preventivas desenvolvidas pela Codesal.

“Essas atividades buscam sensibilizar os alunos para a importância da percepção de risco e a preservação do meio ambiente. A resposta que estamos tendo é muito positiva. Encontramos muita receptividade”, disse Milton Nascimento, chefe do setor de ações educativas da Codesal.

As atividades educativas são divididas e módulos que abordam temas sobre o funcionamento da Defesa Civil, a percepção de risco, meio ambiente e educação ambiental. As apresentações são realizadas nas escolas da rede municipal. O PDCE é anda dirigido aos gestores, coordenadores e professores de escolas localizadas em áreas de risco.

Codesal realiza mobilização na Baixa do Tubo

Moradores de áreas de risco na comunidade de Baixa do Tubo (Cosme de Farias) estão sendo mobilizados por técnicos da Codesal para a implantação das atividades preventivas que compõem o Plano de Proteção de Defesa Civil (PPDC). A apresentação do protejo Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (NUPDEC) será realizado  na segunda-feira (31.07), a partir das 13h30.
As visitas ao local, que acontecem até quinta-feira (27/07), visam estimular os moradores a participarem como voluntários na formação do NUPDEC cujo módulos têm como objetivo capacitar a comunidade para enfrentar situações de emergência.
“Com essas mobilização procuramos identificar lideranças comunitárias que vão auxiliam no trabalho de mobilização. Elas recebem formação por meio de palestras e workshops sobre percepção de risco e como agir em situações emergenciais”, explica a assistente social Eliene Bita, que conduz as atividades para a formação do núcleo.

Codesal leva Nupdec à comunidade do Brongo

O Setor de Ações Comunitárias e Educativas da Defesa Civil de Salvador (Codesal) iniciou segunda-feira (17/07) a apresentação do Núcleo de Proteção e Defesa Civil (NUPDEC) na comunidade do Brongo (IAPI).

As atividades continuaram ao longo da semana com os módulos sobre Defesa Civil Institucional e Noções de Primeiros Socorros.

Na segunda-feira, 24/07, será apresentado o módulo sobre Percepção de Risco. A certificação ocorre dia 27/07, quinta-feira.

O objetivo da capacitação é ampliar a percepção de risco na comunidade e ensinar os moradores a como agir em casos de chuva forte.

A condução da capacitação está a cargo da assistente social Juçara Pereira. Segundo ela, “o principal objetivo das atividades é preparar a população que vive em áreas de risco para agir apropriadamente em caso de fortes chuvas, minimizando assim os possíveis estragos”.

O encontro contou com significativa adesão de moradores com a participação de 68 pessoas.

“A receptividade foi muito boa, com expressivo comparecimento e participação ativa”, avaliou a assistente social Juçara Pereira, que elogiou o trabalho de mobilização promovido pela comunidade.

Perfil: Eduardo dos Santos Nascimento

Formado pelo Senai, em 2010, Eduardo, antes mesmo de concluir o curso, já trabalhava em empresas de construção civil, como a Siene, em empreendimentos do porte do Salvador Prime.

“Atuava no setor de qualidade, acompanhando o desenvolvimento da obra, produzindo relatórios para indicar ao engenheiro o que necessitava ser corrigido. Passei por todas as etapas daquele setor, da concretagem ao acabamento. Foi enriquecedor”.

No início do ano passado, inscreve-se no concurso Reda, sendo aprovado na mesma área de sua atuação profissional. Na Defesa Civil, começou realizando vistorias em construções localizadas em áreas de risco .

Sobre essa experiência, ele revela que, embora envolvido no ramo da construção civil, não tinha noção da quantidade de áreas de riscos que existem em Salvador.

Posteriormente foi transferido para atuar no Centro de Monitoramento de Áreas de Risco (Cemadec) da Codesal e agora está na Ouvidoria do Setor de Atendimento.

“Aqui ouço a população. Quando as pessoas necessitam de esclarecimentos relativos à segurança de seus imóveis, os atendentes encaminham para mim”, esclarece Eduardo que também procede a liberação de lona e vistorias.

“O trabalho é bastante diversificado, pois cada situação difere da outra, tornando o serviço muito interessante”, define.

Codesal realiza mobilização em Mamede

Técnicos da Defesa Civil de Salvador (Codesal) realizaram ao longo da semana a mobilização da comunidade de Mamede (Alto de Santa Terezinha) para a implantação das atividades preventivas que compõem o Plano de Proteção de Defesa Civil (PPDC). A apresentação do protejo será nesta segunda-feira (10.07), a partir das 13h30.

As visitas ao local, que aconteceram até quarta-feira (05/07), visam estimular os moradores a participarem como voluntários na formação do Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (NUPDEC) cujo módulos buscam capacitar a comunidade para enfrentar situações de emergência.

Técnicos da Codesal participaram de mobilização, ao longo da semana, na comunidade para a formação de Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil

Nas visitas, realizadas de casa em casa, os técnicos explicaram os detalhes sobre o núcleo que tem o objetivo fortalecer a parceria entre a Codesal e as comunidades das áreas consideradas de risco.

“Por meio da ação dos núcleos, lideranças comunitárias são identificadas e auxiliam no trabalho de mobilização recebendo formação por meio de palestras e workshops onde são capacitados para identificar riscos e agir em situações emergenciais”, disse Nádia Rangel, assistente social da Codesal.

Professores são capacitados

O Projeto Defesa Civil nas Escolas (PDCE) foi apresentado esta semana a professores das escolas Antonio Carvalho Guedes (03/07), na Capelinha de São Caetano, Geraldo Bispo dos Santos, em Plataforma (04/07), Fazenda Coutos (05/07) e Clériston Andrade (06/07), em São Marcos.

Na próxima semana,os professores dessas mesmas escolas serão capacitados em transversais de Defesa Civil, a exemplo da percepção de risco e educação ambiental.

“Essas atividades buscam sensibilizar os participantes para a importância da percepção de risco e a preservação do meio ambiente”, afirmou Milton Nascimento, chefe do setor de ações educativas da Codesal.

Escola Fazenda Coutos: professores e técnicos da Codesal após apresentação do PDCE (05.07)

Após a apresentação do PDCE ao corpo docente, os alunos daquelas unidades participaram das atividades de capacitação a serem iniciadas na próxima semana.

O PDCE tem como objetivo capacitar a comunidade escolar por meio de ações educativas e participativas de modo a contribuir com a redução das ocorrências de desastres e suas consequências, melhorando a qualidade de vida da população.

Direção da Escola Coração de Jesus colabora no fortalecimento do NUPDEC em Baixa do Cacau

A diretora Thais Silva (blusa preta) ao lado da assistente social Nádia Rangel, técnicos da Codesal e do CCZ:  Escola Municipal Coração de Jesus, Baixa do Cacau

Desde o início dos  trabalhos de mobilização para formação do Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (NUPDEC) em Baixa do Cacau, a diretora da Escola Municipal Coração de Jesus, Thais Santana Bastos Silva (toda sua equipe), tem  dispensado atenção e apoio fundamental para a realização dos trabalhos, afirma a afirma a assistente social Nádia Rangel, que coordena as atividades do NUPDEC naquela comunidade.

 Ela conta que a escola serve de ponto de encontro para todas as atividades da Codesal na comunidade: “Já utilizamos as instalações para, além da formação do NUPDEC, a realização de reuniões com lideranças, açõeso de saúde e feira de zoonose”.
No último dia 26/06, quando foi realizada a Feira de Zoonose na comunidade, a escola já estava em recesso, porém a diretora disponibilizou o espaço e a colaboração da secretária Hildete para atender  a equipe da Defesa Civil.
“São pessoas como Thais, que com sua disponibilidade e carinho, fazem a diferença na comunidade. Obrigada a Thais e toda equipe da Escola. Esperamos manter essa parceria e que nosso vínculo se torne cada dia mais forte!,  afirma Nádia Rangel,.

Vila Mar tem atividade da Defesa Civil

Conhecer os sinais de um AVC (acidente vascular cerebral), ou também conhecido como derrame, é o primeiro passo para a sua prevenção. Este foi um dos temas da atividade de educação em saúde apresentada, dia 12/06, na comunidade de Vila Mar (Estrada Velha do Aeroporto) por técnicos da Codesal em parceira com a Universidade Federal da Bahia.

O AVC ocorre quando o fluxo sanguíneo para uma área do cérebro é interrompido – pelo rompimento ou interrupção dos vasos sanguíneos. As células cerebrais, privadas de oxigênio e glicose necessária para sobreviver, podem morrer, explicou a enfermeira e professora da Faculdade de Enfermagem da Ufba, Marcia Carneiro.

A iniciativa de educação em saúde da Codesal/UFBA busca estreitar os vínculos da Defesa Civil de Salvador com as comunidades onde já se formaram os Núcleo de Proteção e Defesa Civil

Ela alertou aos participantes de que se um acidente vascular cerebral não for descoberto cedo, poderá resultar em danos cerebrais permanentes, incapacitação ou até mesmo em óbito.

A iniciativa de educação em saúde da Codesal/UFBA busca estreitar os vínculos da Defesa Civil de Salvador com as comunidades onde já se formaram os Núcleo de Proteção e Defesa Civil (NUPDEC).

As atividades foram conduzidas pela assistente social Juçara Pereira, da Subcoordenação de Ações Comunitárias e Educativas.

Somos a Codesal – João Pereira da Luz

Veterano colaborador da Defesa Civil de Salvador, João ingressou no serviço público em setembro de 1977, quando a Codesal ainda funcionava no bairro da Sete Portas, dividindo o espaço com o extinto Departamento de Conservação e Obras Públicas (DCOP) e posteriormente em um prédio da Ladeira de São Bento, onde funcionava a Superintendência de Parques e Jardins (SPJ).

Nessas quase quatro décadas de atividade, ele integrou  inicialmente o quadro pioneiro de vigilantes do órgão. “Naquela época não tinhamos guardas para fazer a segurança na Codesal. Trabalhei durante algum tempo no turno da noite”, conta. Posteriormente foi transferido para o Almoxarifado onde atua até hoje e colabora, entre outras coisas, na cortação de lona.

João é um dos funcionários mais antigos ainda em atividade: quatro décadas na Defesa Civil

No decorrer de períodos críticos vividos na Codesal, quando fortes chuvas e deslizamentos de terra nas encostas atingem Salvador, João revela que participou ao lado dos colegas na distribuição de colchões e de cestas básicas às famílias atingidas.

“Lembro dos estragos provocados pela chuva que desalojou várias famílias no Km 17 em  Itapuã. Tivemos também ocorrências, quando (Antônio) Imbassahy era prefeito, na Fazenda Grande e em Escada, onde deslizamento provocou a morte de uma pessoa”. Mas as duas piores situações vividas por ele ocorreram com as chuvas de 1996 e 2015 que ceifaram inúmeras vidas. “Foram momentos tristes e ajudei no que pude no atendimento das vítimas.”

Pai de seis filhos – a caçula está com 23 anos – João é querido e respeitado pelos colegas, fazendo questão de ressaltar o “ótimo ambiente de trabalho existente na Codesal, onde existe um clima de cordialidade e coleguismo”.

Atividade estimula a promoção da saúde: Bosque Real

Participantes da atividade de educação em saúde realizada em Bosque Real

O infarto agudo do miocárdio ou “ataque cardíaco” é a morte das células de uma porção do músculo do coração, resultante da oferta inadequada de oxigênio para esse órgão. Geralmente tem como causa a interrupção súbita e intensa do fluxo sanguíneo nas artérias coronárias, que são os vasos sanguíneos que transportam o sangue para o músculo cardíaco.

A principal causa de infarto agudo do miocárdio é a aterosclerose, que é a deposição de placas de gordura nas paredes das artérias coronárias. Quando uma dessas placas se rompe, ocorre a formação de um coágulo que acaba interrompendo o fluxo sanguíneo.

Estas foram algumas das informações apresentadas na atividade de educação em saúde realizada pela Codesal em parceria com a Universidade Federal da Bahia na comunidade de Bosque Real (Sete de Abril) no dia 19/06.  O objetivo é estimular a prevenção de doenças, a promoção da saúde e o engajamento da população em assuntos relacionados à questão da qualidade de vida por meio de ações educativas.

A ação, promovida pela Codesal, visa também  fortalecer vínculos com o Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (NUPDEC) já formado naquela região.

A mobilização em Bosque Real / Sete de Abril foi realizada no dia 14/6, pela manhã para a ação de saúde em parceria com a UFBA

MEMÓRIA

Uma festa de confraternização marcou o encerramento da instalação do Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (Nupdec) na comunidade de Bosque Real, em Sete de Abril, no dia 26 de setembro do ano passado. As atividades, iniciadas no dia 29 de agosto, foram conduzidas pela Subcoordenadoria de Ações Comunitárias e Educativas da Defesa Civil de Salvador (Codesal). O Nupdec é um projeto prioritário para áreas de risco e tem por objetivo organizar e preparar a comunidade local a dar a pronta resposta aos desastres.