em Comunidade, Defesa Civil, Educação

Simulado mobiliza alunos da Escola Helena Magalhães

Bombeiros e técnicos da Codesal participaram do simulado de evacuação

O alarme soou por volta das 10 horas, desta terça-feira (06/06), dando início ao simulado de evacuação na Escola Municipal Helena Magalhães, em Boa Vista de São Caetano. Conduzidos pelos professores, os alunos deixaram ordeiramente as salas de aula em direção ao saguão principal de entrada seguindo orientação recebida anteriormente pelos Bombeiros.

O treino, que reuniu 208 alunos e foi coordenado por técnicos da Defesa Civil de Salvador e por membros do Corpo de Bombeiros, serviu para consolidar o que eles aprenderam desde o início de maio com os módulos do Programa de Defesa Civil nas Escolas (PDCE) da Codesal.

Alunos se dirigiram ao ponto de encontro, no saguão de entrada da escola, após deixarem as salas de aula

Quando chegaram na área de acesso à escola, os alunos se reuniram em filas divididas por turma à espera da indicação do que havia ocorrido para justificar a evacuação. “A nossa avaliação é que o simulado se deu com sucesso. Vocês procederam corretamente, saindo com calma das salas de aula em direção ao ponto de encontro”, disse o subtenente Limoeiro, do Corpo de Bombeiro, que foi auxiliado pelos subtenentes Luiz Cláudio e Fábio na operação.

Em seguida, apresentou a avaliação do que havia ocorrido para justificar a evacuação: “Foram feitas a verificação das instalações e os técnicos da Defesa Civil constataram que foi um incidente. Todos podem voltar para a sala de aula”.

Aluno cadeirante é acompanhado pela subcoordenadora Kelly Morais

CAPACITAÇÃO DO PDCE

“As atividades do PDCE buscam capacitar os alunos das escolas da rede municipal de ensino, localizada em área de risco da capital, com noções básicas de defesa civil, acidentes domésticos, primeiros socorros e percepção de risco, buscando com isso que se tornem multiplicadores desses conhecimentos e contribuam para preservar vidas”, explica a subcoordenadora de Ações Comunitárias e Educativas, Kelly Morais.

“Os alunos se sentiram bastante estimulados com as atividades do PDCE, em especial com a parte lúdica. A entrega das medalhas no dia da revisão incentivaram os meninos”, avalia, por seu turno, a vice-diretora Jeane Bandeira para quem a atividade do simulado “se mostrou bastante positiva. Os jovens adoraram a parte prática apresentada pelos bombeiros”.

Aluno do 6º ano, Cauã, 14 anos, revela que teve oportunidade aprender com os módulos do PDCE “como se comportar diante de situações de emergências e como se deslocar de maneira segura e ordeira”.

“Aprendi como devo me comportar em situações de queimaduras, hemorragias e engasgamentos. Mas o mais importante foi aprender a agir no momento em que o alarme de emergência é acionado”, conta Taita, 17 anos, estudante do 9º ano.

No turno da tarde, mais 180 alunos participariam do segundo simulado do dia. Os próximos simulados previstos pela Codesal ocorrem nas seguintes unidades de ensino: Escola Hildete Bahia (Pernambués), dia 09/06, e Escola Ernesto Mourão de Sá (Paripe), dia 13/06.

Equipe da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiro que participou do simulado