Representantes do Comitê Interinstitucional de Defesa Civil definem metas de atuação

Na manhã desta terça-feira (28) representantes do Comitê Interinstitucional de Defesa Civil se reuniram na sede da Defesa Civil de Salvador (Codesal). O objetivo foi definir metas para a atuação de forma integrada e ainda mais rápida e segura para o cidadão. Seguindo sempre um protocolo de atuação.

A abertura do encontro foi feita pelo diretor-geral da Codesal, Alvaro da Silveira Filho, que pontuou as diretrizes para as ações do comitê.

“Nosso principal objetivo é trabalhar com a prevenção, por isso estamos atuando de forma mais minuciosa com programas de redução de risco, adotando soluções específicas para cada caso”, disse.

O grande diferencial é a tecnologia a favor das atividades do comitê, o que tem melhorado e agilizado ainda mais a capacidade operacional com o Centro de Monitoramento e Alerta da defesa Civil, além dos pluviômetros, radar meteorológico e das ações com a comunidade como os simulados de evacuação.

Participaram da reunião a Seman, Semps, Semop, Transalvador, Sidec, Bahiagás, Embasa, Sudec, Coleba e Bombeiro.

 

Palestra aborda Plano Preventivo de Defesa Civil

O técnico do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), de São Paulo, Marcos Blanco, apresentou hoje (15) palestra sobre o Plano Preventivo de Defesa Civil (PPDC) à
comunidade de Vila Picasso (Capelinha de São Caetano) onde no sábado(18) será realizado pela Codesal um simulado de prevenção de risco.

“É importante que as comunidade sejam protagonistas na prevenção de risco e isso requer uma mudança de comportamento frente aos fenômenos naturais que incidem em
Salvador. Para tanto, é necessário o fortalecimento de uma cultura de prevenção de desastres nas áreas onde é maior o risco de deslizamentos e soterramentos”, disse
Blanco.

A Defesa Civil de Salvador tem investido em ações preventivas,incorporado metodologias de monitoramento das situações de riscos, relacionando os eventos climáticos às condições de ocupação do território.

A técnica da Semps, Juliana Lima, falou sobre como a Secretária de Municipal de Promoção Social, Esporte e Combate a Pobreza tem atuado para atender as demandas dos moradores que vivem nessas regiões da capital baiana.

 

O IPT atua em conjunto com a Defesa Civil de Salvador (Codesal), prestando assessoria técnica na elaboração dos Planos Preventivo e de Contingência de Defesa Civil, com
foco na prevenção de desastres e na redução dos riscos de deslizamentos de encostas e alagamentos na cidade.

NUPDEC inspirou criação de associação de moradores

Adelia Bacelar Pedro Ferrão

Adélia Bacelar (centro) preside, em Pedro Ferrão, a AMBSDA, que surgiu a partir do NUPDEC local

Durante as palestras do módulo sobre percepção de risco, os integrantes do NUPDEC sediado em Pedro Ferrão (Liberdade/São Caetano) tiveram uma ideia: criar uma associação para defender os interesses da comunidade.

Fundada em abril, a Associação dos Moradores do Bairro São Domingos e Adjacências (AMBSDA) já tem uma sede, mobilizou a comunidade para uma ação com exames para medir glicemia e até um mutirão de combate a catarata que atendeu 80 pessoas.

“A partir dos cursos realizados na ação da Codesal começamos a perceber que poderíamos  fazer muita coisa. Só dependia da  nossa organização”, afirma Adélia Bacelar, presidente da AMBSDA e integrante do NUPDEC local.

De acordo com Hilton Cardim, que integra o conselho fiscal da associação, a comunidade ganhou uma nova dinâmica a partir da mobilização iniciada com as ações preventivas da Codesal. “Nós percebemos que poderíamos ir ainda mais longe na defesa do que interessa a todos os moradores”, completa.

 

Codesal diploma voluntários dos núcleos comunitários

 

Voluntários comunitários da Defesa Civil de Salvador (Codesal) receberam, hoje, 10, seus certificados de conclusão do curso em ações preventivas. Realizada no Instituto de Previdência do Salvador (IPS), situado em Nazaré, a cerimônia reuniu participantes de quatro comunidades: Pedro Ferrão, localidade que fica na fronteira entre a Liberdade e São Caetano; Rua Mamede (Alto da Terezinha); Bom Juá e Baixa de Santa Rita (Pau da Lima).

A cerimônia de entrega dos certificados, que contou com a participação do diretor da Codesal, Álvaro da Silveira Filho, e da coordenadora de Ações Preventivas e Redução de Riscos, Gabriela Morais, encerrou a primeira fase do trabalho de mobilização das comunidades, que consiste na instalação dos Núcleos Comunitários de Proteção e Defesa Civil (NUPDECs). Eles agora prosseguem com outras ações dando às comunidades maior protagonismo.

Nessa fase inicial, os técnicos da Codesal identificaram lideranças e realizaram a mobilização comunitária a partir do curso de formação com módulos sobre primeiros socorros, estrutura da Defesa Civil e percepção de riscos. Dessa forma, os participantes se tornam agentes voluntários preparados para multiplicar as informações destinadas à diminuição dos impactos em casos de desastres naturais.

“A partir de agora vocês representam a Defesa Civil em suas comunidades e tem a responsabilidade de continuar a atuação como multiplicadores das nossas ações educativas como também nos deixar sempre alertas sobre as demandas de vocês”, disse a subcoordenadora de ações sociais e educativas da Codesal, Rita Moraes, na abertura da cerimônia de certificação.

A assistente social e chefe do setor de Gestão dos Núlceos Comunitários e Voluntariado, Marizete Moitinho, destacou a importância da parceria entre a Codesal e a comunidade, que é a base dos núcleos. “Esta é a primeira fase de um trabalho conjunto e dinâmico que está fortalecendo os laços que criamos”, completou.

Animação– Antes de receber os certificados, os voluntários assistiram vídeos que contam a história da mobilização em cada uma das comunidades, inclusive com a realização dos simulados que são exercícios práticos que mostram o que fazer em casos da necessidade de abandono de uma área.

“Foi muito bom aprender sobre primeiros socorros e saber qual o comportamento que se adota em uma emergência”, disse Vanessa dos Santos, integrante do NUPDEC localizado na Baixa de Santa Rita. Para Maria Socorro de Oliveira, que participa do NUPDEC de Bom Juá, participar dos cursos e realizar exercícios práticos foi uma experiência gratificante. “É bom estar envolvida na organização das atividades. Para o simulado, por exemplo, fomos de casa em casa, marcamos as que iriam participar e no dia da realização deu tudo certo”, disse.

A cerimônia contou ainda com uma apresentação musical realizada pela assistente social Nádia Rangel, que integra o setor de Gestão dos Núcleos Comunitários e Voluntariado da Codesal, acompanhada por um colaborador externo, Luiz Américo. O repertório começou com MPB, mas terminou em forró já no embalo do calendário junino.

Prefeitura inaugura Centro de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil

Centro de Monitoramento_Codesal_Foto Max Haack_Agecom.jpg

Foto: Max Haack – Agecom

O prefeito ACM Neto inaugurou na manhã desta quinta-feira (9), às 8h30, na sede da Defesa Civil (Codesal,  o Centro de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil (Cemadec), que dá continuidade ao processo de modernização da Codesal iniciado no segundo semestre do ano passado.

O centro, uma sala tecnológica montada dentro da própria Codesal, vai monitorar e fazer previsão do tempo para riscos e desastres naturais (chuvas intensas, alagamentos, deslizamentos etc).

A partir da previsão do Cemadec, os meteorologistas e agentes da Defesa Civil vão tomar as decisões necessárias para garantir a segurança da população que mora principalmente em áreas de risco.

Vila Picasso tem nova mobilização para simulado

Técnicos da Codesal e órgãos parceiros realizaram hoje (09) mais uma ação de reconhecimento na comunidade de Vila Picasso (Capelinha de São Caetano) para o simulado que será realizado no próximo dia 18 de junho.

No decorrer da inspeção, moradores receberam orientações sobre os procedimentos de mobilização da comunidade para o simulado.

Além da Codesal, estarão participando do simulado outros órgãos da prefeitura como Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Secretaria Municipal de Promoção Social (Semps), Ouvidoria e prefeitura-bairro. A Universidade Federal da Bahia (Ufba), parceira da Codesal em projetos de Defesa Civil, também estará presente.

Palestra aborda percepção de risco em Vila Picasso

A comunidade de Vila Picasso participou hoje (08) de reunião do Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil local (NUPDEC) quando foi apresentada palestra sobre percepção de risco pela subcoordenadora de ações sociais e educativa, Rita Moraes. No dia 18 será realizado um simulado na região.

O objetivo da palestra, que tem por base o Projeto de Prevenção e Defesa Civil (PPDC), é municiar comunidades que vivem em área de risco de informações e conhecimentos sobre a possibilidade de evitar desastres e  perceber os perigos de forma consciente e responsiva.

É unanimidade entre especialistas a afirmação de que informação e conhecimento são fundamentais quando se quer empreender uma cultura de prevenção.

DSC_0151 Técnicos da Defesa Civil e moradores da Vila Picasso: reunião do NUPDEC

“Além de ampliar a percepção de risco entre os moradores, o que deixa essas comunidades mais seguras, buscamos passar conceitos e formas de identificar situações de perigo, a exemplo de escorregamento e desabamento de imóvel”, destaca Rita Moraes.

Curso tem módulo sobre primeiros socorros

 

Noções de primeiros socorros, com exercícios práticos, apresentadas por integrantes do Corpo de Bombeiros, marcaram hoje, 7, o segundo módulo do curso de formação do Projeto Defesa Civil nas Escolas (PDCE).Sediada na Escola Municipal Padre Norberto, no Jardim Lobato (Subúrbio Ferroviário), a iniciativa integra o programa de ações sociais e educativas da Defesa Civil de Salvador (Codesal).
A atividade reuniu gestores, coordenadores e professores de escolas da região. “Esses encontros são divididos nos módulos em que fornecemos subsídios para que os gestores e professores possam preparar seus alunos para atuar como agentes de informação. É dessa forma que podemos ampliar a circulação dos conhecimentos sobre as nossas ações preventivas”, explica o chefe do setor de ações educativas da Codesal, Milton Nascimento.

A professora Vânia Durão aponta as ações do PDCE como uma oportunidade para que os professores possam auxiliar na disseminação de informações preventivas contra desastres naturais. “Salvador é uma cidade com muitas áreas de risco e os professores podem ser multiplicadores de medidas utilizadas para evitar acidentes”, completa.

Para o coordenador regional, Flávio José Barbosa, iniciativas como o curso de formação favorecem a articulação comunitária. “Estamos tendo acesso a conhecimentos mais precisos sobre os serviços de defesa civil. É importante também percebemos a importância de articular, para uma atuação conjunta, as organizações comunitárias”, diz.
No próximo módulo serão abordadas as formas utilizadas para identificar as situações de risco.  O PDCE tem como meta capacitar os profissionais de, aproximadamente, 100 escolas da rede municipal.

Comunidade de Vila Picasso participa de mobilização

A comunidade de Vila Picasso (Subúrbio Ferroviário) participou hoje (06)  de uma ação de mobilização para a implantação das atividades preventivas do Plano de Proteção de Defesa Civil (PPDC).

As ações foram desenvolvidas pelos técnicos do setor de ações educativas da Defesa Civil que estiveram no local iniciando a preparação dos moradores para o simulado de emergência que está programado para acontecer no local no dia 18 de junho.

A assistente social Marizete Moitinho apresentou palestra sobre o histórico, programas e atividades da Defesa Civil e o papel o dos Núcleo de Proteção e Defesa Civil (NUPDEC) na prevenção de desastres.

SIMULADO – Os técnicos visitaram casas e apresentaram aos moradores os detalhes sobre o simulado e seus objetivos, além de reforçar o convite para que a comunidade participe e ajude na construção do Nupdec da área.

“Os Nupdecs têm como principal objetivo fortalecer a parceria entre a Codesal e as comunidades das regiões consideradas de risco”, explicou Marizete.

Esses núcleos, entre outras ações, visam a identificação de lideranças comunitárias e amplificam o trabalho de mobilização recebendo formação por meio de palestras e workshops quando  são capacitados para identificar riscos e agir em situações emergenciais.

“Buscamos sensibilizar os moradores quanto a percepção do risco e as lideranças contribuem ao multiplicar essas informações na comunidade”, afirma.

Codesal apresenta detalhes do PPDC na Baixa de Santa Rita

 

Caminhos para o protagonismo da comunidade nas ações da Defesa Civil (Codesal) receberam destaque no encontro de preparação para o simulado de evacuação que acontece no próximo sábado, 4, na Baixa de Santa Rita (bairro Pau da Lima). O exercício prepara os moradores de determinadas regiões para os casos que são avaliados como alerta máximo contra desastres e impõem desocupação imediata da área.

“Estamos mostrando como as ações contam com a mobilização comunitária para se tornarem mais eficientes”, disse o engenheiro civil Marcos Blanco que explicou detalhes do Plano de Proteção e Defesa Civil(PPDC). Blanco é da equipe do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), órgão do governo de São Paulo que presta assessoria para a Codesal.

A ação foi elogiada por Gilberto Fonseca, diretor administrativo da Associação de Moradores de Pau da Lima. “Estamos aprendendo muito e com certeza vamos conseguir avanços nas ações de melhoria do nosso bairro”, completou.

O encontro contou também com a participação da assistente social Alexsandra Almeida, que integra a equipe da Secretaria Municipal de Ação Social, Esporte e Combate à Pobreza (Semps). Durante  sua palestra, ela detalhou as atividades realizadas pela Semps, principalmente as executadas em parceria com a Codesal.